05 julho 2019

IPRESG emite contraponto sobre sua extinção por parte da Prefeitura

Presidência do IPRESG se manifestou sobre notícia de extinção da autarquia por parte da Prefeitura (foto arquivo C7)
O Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de São Gabriel – IPRESG, emitiu um contraponto à informação veiculada pela Prefeitura de São Gabriel sobre um estudo para a sua extinção. Confira a seguir o contraponto da autarquia, presidida por Fabiana Pohlmann Machado:

O IPRESG ESTÁ FORTALECIDO, COM QUADRO DE SERVIDORES ESTATUTÁRIOS, CONSTRUINDO A SEDE PRÓPRIA E COM TODOS OS PAGAMENTOS DE SEGURADOS E CONTRATOS EM DIA
Nos últimos dois anos a atual diretoria diminuiu em 80% as despesas com diárias, material de expediente, cursos e contratos (dados retirados do site www.tce.rs.gov.br)

O governo municipal veiculou notícia indicando a intenção de extinguir o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de São Gabriel – IPRESG. Tal assertiva não guarda relação com os objetivos até então acenados pelo Município, que sempre buscou fortalecer e promover a sustentabilidade da previdência dos servidores municipais, reconhecendo a sua importância para os segurados, e também para a economia do Município. É importante ressaltar que tanto a Diretoria Executiva, quanto os Conselhos de Administração e Fiscal e o Comitê de Investimentos, são totalmente contra a extinção do IPRESG e entendem que tem outras formas de resolver a situação.



A atual Diretoria Executiva do Ipresg, é totalmente solidária com a situação financeira do Poder Executivo, prova disto, é que em 2017 o Conselho de Administração aprovou a redução de taxas e juros, autorizou parcelamentos em 60 e 200 vezes, fez em tempo recorde, o Cálculo Atuarial de 2018, que culminou na diminuição de 25,70% para 21,09% o percentual da Alíquota Suplementar e ainda o constante esforço para movimentar o COMPREV. O Ipresg está fortalecido, com quadro de servidores estatutários, construindo a sede própria, com todos os pagamentos dos segurados e contratos em dia e prestes a ser certificado no Pró Gestão, que reconhece o processo de excelência e das boas práticas de gestão, assim, é unânime entre toda a equipe do instituto que o gestor que criou o Ipresg, terá a sensibilidade e clareza de entender que há outras formas de se resolver a situação.


A presidente da autarquia, Fabiana Pohlmann Machado, fala em nome dos Conselhos, Diretoria e Comitê e assegura que: “A afirmação de que o IPRESG causa “prejuízo” ao município deve ser acompanhada da devida comprovação, com números, de que a sua extinção realmente seja o caminho mais benéfico para o Município, pois todas as obrigações que a Prefeitura tem com o IPRESG continuará tendo com o INSS, com a diferença de que não haverá o diálogo que prezamos”.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 05/07/2019 09h10 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.