Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Caso Kauany: adolescente confessa morte de criança

Acompanhe nossa cobertura sobre a guerra ao coronavírus

Para matar sua fome, pede uma Baita Pizza em São Gabriel! Clique aqui e saiba mais!

Supermercado Bromberger - O gigante dos preços baixos em São Gabriel!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Dia 22 de março - Dia Mundial da Água

Conheça o novo endereço da Pohlmann Móveis em Madeira e Decoração

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Previna-se contra o novo coronavírus - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Se proteja do Coronavírus com as dicas do Sicredi

Studio H de Mana, em novo endereço

Caso Kauany: adolescente confessa morte de criança

Local onde a vítima foi encontrada, na manhã de sábado; adolescente de 17 anos confessou crime (foto divulgação Polícia Civil)
A Polícia Civil elucidou a questão envolvendo a morte de Kauany Vitória Rodrigues Veloso, 2 anos, agora à noite. Um adolescente de 17 anos que estava cuidando dela na ausência da mãe na madrugada do último sábado, 20 de julho, confessou a autoria do crime após novo depoimento nesta segunda-feira, 22 de julho, segundo informou há instantes à reportagem o Delegado José Soares Bastos.

A criança foi deixada com dois adolescentes de 17 anos que teriam que cuidar dela, e por volta das 6h da manhã, o seu corpo foi encontrado às margens de um açude próximo à casa da vítima. A causa da morte, segundo a necropsia, foi por hemorragia causada por vários golpes de faca na região do pescoço, com rompimento de traqueia e esôfago. Um deles fez a menina dormir e saiu da casa.

Áudios que circulam no Whatsapp deram conta que o adolescente teria cometido o crime porque a criança "não o deixava dormir", se irritando, agrediu a criança até a morte e deixou seu corpo próximo ao açude, onde ela foi encontrada pela manhã. Agora, a Polícia solicitou a internação provisória do autor, o que aguarda a decisão do Poder Judiciário. Mais uma vez, a Polícia Civil de São Gabriel elucidou rapidamente um dos mais rumorosos e tristes casos de crime que chocou a comunidade.


* A identidade do autor não é divulgada por ser menor de idade, por razões óbvias. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 22/07/2019 22h33 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário:

Anônimo disse...

E quando uma pessoa ou uma família do bem quer adotar uma criança, para a qual dariam todo o amor e carinho, é uma burocracia que as vezes acabam desistindo.