Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Altos gastos de diárias dos Legislativos também repercutem em Rosário do Sul

Faça o seu UnimedCARD, menos de 30 centavos por dia!

Expointer 2019: confira nosso site e garanta as melhores tarifas nos Hotéis Suárez! CLIQUE AQUI

Prestigie em 10 de agosto, o Jantar-baile em homenagem aos pais no CTG Lenços Brancos do Bom Fim, com o cantor Baitaca

Vem aí o 2º Carnaval de Inverno do Bloco Sucessagem de Rosário do Sul - garanta sua camiseta!

De 17 a 21 de julho, vem aí mais um Ofertaço Grazziotin

UNOPAR é a sua escolha para o futuro

Em breve, inscrições Bolsas 2020 no Colégio Perpétuo Socorro. Saiba como participar!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Aproveite as promoções da CVC em São Gabriel!

Inaugura nesta quinta em São Gabriel Lojão dos 10 Reais

Tchê Burger - Vai um tchê aí? Seu novo delivery de lanches em São Gabriel

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Máquina de cartões Sicredi - a máquina que vem com um parceiro de negócios

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Expointer 2019: confira nosso site e garanta as melhores tarifas nos Hotéis Suárez! CLIQUE AQUI

Altos gastos de diárias dos Legislativos também repercutem em Rosário do Sul

Legislativo de Rosário do Sul é o 3º que mais gasta com diárias no Estado (foto reprodução RBS TV)
Não há outro assunto na vizinha cidade de Rosário do Sul senão o fato da cidade ser a terceira no Estado em gastos de diárias do Poder Legislativo. A série de reportagens do RBS Notícias produzida por Giovani Grizotti e Everson Dornelles abordou o município nesta terça-feira, que gasta R$ 229 mil e tem apenas 14% das crianças de 3 anos na escola, e a comunidade está revoltada.

Na semana passada, enquanto um grupo de mães coletava adesões para um abaixo-assinado pedindo a conclusão das obras de uma creche em Rosário, parlamentares davam explicações no prédio da Câmara. "Tivemos vários vereadores que gastaram R$ 15, R$ 20 mil no mês, mas conseguiram emendas de R$ 150 mil, R$ 200 mil. O custo é insignificante", justifica o presidente da Câmara, Elisandro Paz (PP).

A dona de casa Eliane da Rosa Lindemeyer não vê benefícios nas viagens dos vereadores. Ela, a irmã e uma cunhada que tem filhos fora da creche transformaram uma parada de ônibus da cidade em um muro de lamentações para sensibilizar o poder público a reduzir o deficit na pré-escola, que é de 103 vagas. Defendem a aplicação dos recursos das diárias no setor que realmente importa para elas.

"Eles têm dinheiro para pagar empregado, creche, e nós não temos. A gente é pobre, a gente é humilde. Enquanto eles estão sentadinhos no carro, gastando dinheiro, gastando gasolina por aí, e têm suas boas roupas, seus alimentos, tem muita gente que não tem. Está um absurdo", desabafa Eliane.

As despesas da Câmara de Rosário do Sul com viagens têm situações questionáveis. O vereador Leonardo Vargas (PTB), que também é motorista de ambulância da prefeitura, recebeu R$ 12 mil em diárias do Legislativo. Dados disponíveis na internet mostram que, em diversas ocasiões, ele recebeu valores em dobro.

Um exemplo: entre os dias 5 e 6 de fevereiro de 2018, recebeu R$ 525 da Câmara para "ir a Porto Alegre". No mesmo dia 5 de fevereiro, também foi ressarcido em R$ 250 para transportar um paciente a Lajeado, pelo Executivo. "Seria um problema se eu ganhasse diária cheia pela prefeitura e pela Câmara. Se eu faço meu trabalho no meu horário, levo um paciente para outro local (pela prefeitura) e depois tenho tempo para me deslocar (como vereador), não tem problema", defende-se.

Professor de direito administrativo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o advogado Rafael Miffini acredita que a conduta pode violar princípios constitucionais. "Sem analisar mais nitidamente o caso concreto, me parece que isso é algo que viola, sim, o princípio da proporcionalidade, razoabilidade, moralidade e economicidade", afirma Miffini.

Informada sobre a situação, a Prefeitura de Rosário do Sul informou que o vereador tem o ponto cortado pelo Executivo sempre que viaja pela Câmara, e prometeu abrir investigação. "Vamos fazer nosso procedimento interno aqui, abertura de sindicância, abertura de inquérito e administrativo para saber se ocorreu ou não a duplicidade. Feito isso, se for o caso, com certeza vai ter que haver a devolução dos valores recebidos em duplicidade, após o processo legal", garante o secretário da Administração, Fabrício de Almeida Saldanha.

Há uma expectativa sobre São Gabriel, que segundo informações, deverá ser mostrada nesta noite no noticiário. Confira a reportagem, mais especificamente com o trecho que fala sobre Rosário do Sul:



Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do G1/RS
Data: 15/05/2019 08h53
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: