Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Rosário do Sul: morre Ciro Oliveira

UNOPAR é a sua escolha para o futuro

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

Em breve, inscrições Bolsas 2020 no Colégio Perpétuo Socorro. Saiba como participar!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Aproveite as promoções da CVC em São Gabriel!

14 de julho - 19h, espetáculo Business Dance do Atelier da Dança

Inaugura nesta quinta em São Gabriel Lojão dos 10 Reais

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Papelaria Saldanha agora em novo endereço

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Rosário do Sul: morre Ciro Oliveira

Rosariense Ciro Oliveira, que encarnava sua personagem Rhayssa Montanhyer em concursos da diversidade e era ativista da causa LGBTT, faleceu no último sábado aos 37 anos, após complicações de uma meningite (foto arquivo pessoal)
Morreu no último sábado, 30 de março, o artista e ativista da diversidade Ciro Oliveira, aos 37 anos. Ciro, conhecido por performances em LGBTT como Rhayssa Montanhyer, estava internado no Hospital de Caridade de Santa Maria desde dezembro de 2018, onde estava se tratando de uma meningite.



Ciro era agente comunitário de saúde e auxiliar de enfermagem. Atuava também como ator, coreógrafo, bailarino, apresentador e transformista, onde encarnava a personagem Rhayssa Montanhyer, sendo inclusive Rainha Gay do Carnaval de São Gabriel, quando o concurso era realizado e também participava do Carnaval daqui coreografando a Escola de Samba Filhos do Olodum, junto com amigos e colegas de Rosário. Tinha formação na dança. Além disso, era considerado um ser humano exemplar, alegre e participativo.


Suas performances e defesa do movimento da diversidade eram bastante destacadas. Ele foi diagnosticado com meningite no finald o ano passado e não resistiu. Deixou pai, mãe, irmão, cunhada e sobrinhas. Ele foi sepultado na manhã de domingo, 31 de março, no Cemitério São Sebastião. À família, nossos sentimentos.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do jornal Gazeta de Rosário 
Data: 02/04/2019 17h55
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: