12 abril 2019

Má qualidade dos serviços das concessionárias de energia elétrica é tema de audiência na Assembleia Legislativa

Vereadores de São Gabriel acompanharam audiência pública que refletiu situação que tem acontecido no município: o descaso das concessionárias com as comunidades da zona rural, após eventos climáticos que interrompem o fornecimento de energia elétrica
Vereadores gabrielenses acompanharam audiência e levaram queixas dos moradores do interior

O constante descaso das concessionárias de energia elétrica com a população rural a cada vez que ocorre eventos extremos da natureza - como temporais - foi tema de uma Audiência Pública no Teatro Dante Barone, na Assembléia Legislativa do Estado, nesta quinta-feira, 11 de abril. São Gabriel, que também registra inúmeros problemas com o serviço da Rio Grande Energia (RGE), também esteve presente por meio dos vereadores André Focaccia (PSD), Éder Strieder Barboza (PT) e Renato Silveira (Solidariedade).


Vereadores André, Éder e Renato levaram pleitos das comunidades do interior para audiência sobre o tema na Assembléia Legislativa do Estado

Queixas dos municípios foram generalizadas com as concessionárias de energia elétrica, acusadas de má qualidade dos serviços
Os vereadores, que atenderam o convite do deputado estadual Elizandro Sabino (PTB), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento do parlamento gaúcho, tem sido os que mais recebem queixas e tem levado às concessionárias de energia para providências, mas que na maioria das vezes são ignoradas pelas mesmas.

E a queixa não é exclusiva de São Gabriel - vários municípios que são atendidos não somente pela RGE, mas também pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e assemelhadas, reclamam da demora excessiva do reestabelecimento da energia elétrica no interior destes, quando ocorrem eventos climáticos adversos, levando de 7 a 10 dias e pediram providências das concessionárias, representadas na ocasião.

Vereadores também relataram situação com o deputado estadual Neri, o Carteiro, do Solidariedade

Municípios de várias regiões do Estado se fizeram presentes à audiência: clamor é geral
"Aqui vimos que não somente São Gabriel sofre com a demora de reestabelecimento de energia elétrica no interior, mas a maioria dos municípios do interior gaúcho, as pessoas tem prejuízo e queremos explicações dos representantes das concessionárias", afirmou André Focaccia, que tem sido um dos que mais cobra providências das empresas. Os presentes à audiência foram unânimes em além de cobrar das empresas, também da Agência Reguladora do Estado (AGERGS) atitudes para que elas sejam penalizadas.

Os representantes da CEEE e RGE/Sul defenderam-se das críticas afirmando que fazem aquilo que está regulado em Lei. Tanto Giovani Francisco da Silva, diretor administrativo da CEEE, quanto o presidente da RGE/SUL José Carlos Tadiello, apresentaram seus planos de investimentos para o atendimento aos consumidores da área rural. Segundo eles, as empresas estão bem situadas nas avaliações dos clientes realizadas pela Aneel e Associação das empresas de energia elétrica no país. Apesar disso, ambos entendem que há necessidade de muitos mais investimentos no setor.

Tadiello contou que a empresa faz a troca de 80 mil postes ao ano, respondendo uma indagação sobre a manutenção da linha. Conforme ele, a empresa que atende a 381 municípios gaúchos investiu em 2018 cerca de 780 milhões de reais, um pouco abaixo do montante de 2017. “O que for de nossa competência, nós faremos”, garantiu.

O encontro entre consumidores de energia elétrica em áreas rurais do RS, empresas concessionárias de distribuição de energia elétrica (CEEE e RGE/SUL) no estado e as agências reguladoras (Agergs e Aneel) foi proposto pelos deputados Edson Brum (MDB), Elton Weber (PSB), Pepe Vargas (PT) e Luiz Fernando Mainardi (PT).

Confira entrevista dos vereadores ao site Caderno7, que acompanhou o evento com exclusividade:



Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 12/04/2019 02h51
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.