Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Retomada da venda de bebidas alcoólica em estádios é aprovada pela Assembleia

Aproveite o Panelaço Farroupilha da Tottal Casa & Conforto, de 16 a 22 de setembro

Prestigie o 45º Remate da Cabanha Santa Maria, em 7 de outubro, durante a 85ª Expofeira de São Gabriel

Dia 6 de outubro - a festa mais colorida do ano em rosário do Sul - Glow in the Dark 2

Faça o seu UnimedCARD, menos de 30 centavos por dia!

Setembro, mês da bíblia - Colégio Perpétuo Socorro

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Tchê Burger - Vai um tchê aí? Seu novo delivery de lanches em São Gabriel

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Máquina de cartões Sicredi - a máquina que vem com um parceiro de negócios

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Gás Querência - promoção apenas 75 reais o botijão, no dinheiro

Retomada da venda de bebidas alcoólica em estádios é aprovada pela Assembleia

Projeto dos deputados Simoni e Sossella revogou a proibição de venda de bebidas alcoólicas em Estádios, aprovada nesta terça na Assembleia Legislativa. Medida já causa contrariedade (foto ALRS)
Proibida após projeto de lei do então deputado estadual Miki Breier (PSB) em 2008, a venda de bebidas alcoólicas deverá ser permitida novamente nos estádios do Rio Grande do Sul. O projeto apresentado pelos deputados Gilmar Sossella e Ciro Simoni, do PDT, foi aprovado na Assembleia Legislativa por 25 votos a 13 e segue agora para sanção do Governador do Estado. Só que a aprovação da medida já provoca reações do Ministério Público e da Brigada Militar, que pediram na manhã desta quarta-feira que não sancione a lei.



A legislação que proíbe a venda nos estádios gaúchos está em vigor desde 2008. "Aderindo a sugestão do próprio Sindiclubes, a nossa proposição aprovada pelos colegas deputados prevê a comercialização em um período específico dos jogos, ou seja, até o intervalo e após o final das partidas. Essa prática já é feita na Alemanha e Estados Unidos, por exemplo, onde o público bebe em um intervalo limitado", explicou Sossella.

O deputado também destaca que foram tomadas medidas para coibir excessos, com inclusão de penalidades para os consumidores e fornecedores que não respeitarem as regras. “Os bons torcedores não podem ser punidos pelo mau comportamento de uma minoria. Reforçar a vigilância, seja física ou eletrônica, é sim a maneira correta de garantir a segurança”, justificou.

O projeto de lei também citou que a própria Fifa não se opõe à venda de álcool em partidas de futebol, visto que durante a Copa do Mundo são comercializadas bebidas alcoólicas nos estádios de futebol, inclusive no Brasil. A venda estava proibida desde 2008, o que gerou contestações na época, inclusive do presidente do então São Gabriel Futebol Clube, Roque Hermes, que em reportagem à época para o jornalista Marcelo Ribeiro, lamentou a aprovação da lei pelos prejuízos financeiros que ela causaria aos clubes.

Reações - As primeiras reações contra a medida surgiram nesta quarta-feira. O Ministério Público do Estado e a Brigada Militar expressaram "preocupação" quanto à medida e recomendam que os clubes aumentem a segurança para evitar violência durante os jogos, além de ser contra a flexibilização. Já o autor do projeto que proibiu as bebidas há dez anos e atual prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier, lamenta o "retrocesso" que isso poderia gerar.

"Respeito a decisão da Assembleia, me orgulho de ter estado ali por 10 anos, mas acho que faltou um pouco de debate para fazer essa mudança. O projeto de 2008 trouxe números positivos, uma vez que a bebida alcoólica tem uma relação clara com a violência doméstica, no trânsito e nos estádios. Lamento a decisão da Assembleia e acho que é um retrocesso para o Rio Grande do Sul", disse nesta quarta em entrevista à Rádio Guaíba.  

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 19/12/2018 12h58
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: