Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Caso Uendel: autor dos disparos se apresenta à Polícia

Confira as promoções em Moda Íntima e Volta às Aulas na Grazziotin em São Gabriel

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

19 de janeiro, Vestibular Unopar 2019. Inscreva-se!

Prestigie a 37ª Festa Campeira do CTG Caiboaté - 8, 9 e 10 de fevereiro de 2019

Aproveite o Festival de Verão Tottal e já tem também o material escolar

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Prestigie o 10º Baile do Chopp em Santa Margarida do Sul - 26 de janeiro

Pague o IPTU em cota única e ganhe descontos! Até 11 de fevereiro

Caso Uendel: autor dos disparos se apresenta à Polícia

Homem que atirou em Uendel Lacerda se apresentou à Delegacia na tarde desta terça-feira e Jair Brasil foi liberado do Presídio. Caso movimentou a segurança pública neste final de semana (foto arquivo C7)
* O proprietário do Star Club, Jair Brasil, foi solto por volta das 23 horas de terça-feira. 

Um homem de 66 anos foi identificado pela Polícia como o responsável pelos disparos de arma de fogo que mataram Uendel Rodrigues de Lacerda, 30 anos, no último sábado, 15 de dezembro, na Rua João Manoel. Segundo a Polícia, ele se apresentou à Delegacia nesta terça-feira. Ao mesmo tempo, o proprietário do clube deverá ser liberado, porque a investigação provou que ele não tinha envolvimento no crime.

Ele teria se envolvido na briga para defender o filho, que tinha se trancado com o administrador do Star Club, Carlos Arlan e uma mulher idosa em uma casa, para se refugiar do grupo que queria se vingar por um desentendimento ocorrido na madrugada de sábado no Star Club.

Apontado por supostas testemunhas como o autor dos disparos, o empresário Jair Brasil deverá ser liberado a qualquer momento após a investigação ter apontado que ele não tinha a ver com o caso, que tinha ido socorrer o administrador. As "testemunhas" deverão responder por denunciação caluniosa, afirmou o Delegado José Soares Bastos. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 18/12/2018 20h42
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: