Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Caso Edna: Polícia não descarta que ela possa ter sido esfaqueada acidentalmente

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Colégio Perpétuo Socorro

Caso Edna: Polícia não descarta que ela possa ter sido esfaqueada acidentalmente

Morte de Edna Cabreira está sendo investigada pela Polícia, que não descarta que esfaqueamento possa ter sido acidental. Homens envolvidos no caso afirmam que houve briga, mas negam autoria (foto arquivo pessoal)
A Polícia Civil ainda está investigando a morte de Edna Monteiro Cabreira, 41 anos, que morreu na madrugada de sábado (1º) em sua casa no Bairro Santa Isabel. Mas agora há a possibilidade de ela ter sido atingida acidentalmente na discussão entre o atual namorado e o ex-companheiro dela, mas é algo que só deverá ser respondido após as invstigações.



Segundo o Delegado José Soares Bastos, os homens prestaram depoimento e ambos negaram a autoria do crime. Eles afirmaram que houve uma discussão, mas as versões do ocorrido são bastante diferentes, de acordo com o Delegado.

"Um deles alega que era comum ir até a casa da vítima e que, naquele dia, chegou no local para visitar a ex-companheira quando a discussão teve início. Já o outro afirma que estava dormindo e acordou com um barulho na parte externa da casa. Quando ele levantou para ver, disse ter encontrado o outro homem dentro do pátio, momento em que aconteceu a briga. Apesar disso, eles negam terem agredido a vítima", afirmou o Delegado ao jornal Diário de Santa Maria.

Por conta das divergências nos depoimentos, a Polícia Civil não descarta que ela tenha sido atingida por acidente, ao tentar apartar a briga. O Delegado ainda aguarda o resultado da perícia feita na vítima para decidir o prosseguimento do inquérito.


A morte da vítima ainda suscita muitas dúvidas e interpretações, visto que ambos os homens, que ainda estão internados, negam a autoria do crime, o que será esclarecido por quem tem que investigar o caso que é a Polícia. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do Diário de Santa Maria 
Data: 04/12/2018 08h32
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: