09 dezembro 2018

Bruno Aguete foi operado, mas a campanha continua

Cirurgia de Bruno aconteceu na última sexta-feira; campanha continua, pois é preciso pagar custos (foto Viviane Machado Aguete)
O menino Bruno Vargas Aguete, 14 anos, foi operado na última sexta-feira (7), no Hospital Divina Providência, em Porto Alegre. Ele tinha retirado um tumor do cérebro e estava com hidrocefalia, e se recupera bem do pós-operatório. Mas a campanha para arrecadar recursos continua porque a família precisa pagar o restante do tratamento.


A família conseguiu a maior parte e o restante, o médico parcelou. A Vaquinha continua à disposição na internet, além das contas nas agências da Caixa e Banco do Brasil. Vamos ajudar, veja as informações:

Ambas as contas estão no nome de Viviane Machado Aguete

Caixa 
Ag 0508 Operação 013
CC 55379-8

Banco do Brasil
Ag 0153-8
CC 31186-3

Vakinha
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/acao-de-solidariedade-bruno-vinicius-aguete-vargas


Contato com a mãe: (55) 999995834

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 09/12/2018 12h41
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.