23 outubro 2018

Dias após tentar arrombar camelódromo, homem é preso vendendo objetos furtados


Um homem de 48 anos foi preso por tentar vender objetos furtados de vários lugares da cidade, no final da tarde de quinta-feira, 18 de outubro. E o cidadão já tinha sido detido por tentativa de furto das bancas do camelódromo, situado na Praça Carlos Pereira, dias atrás. O fato aconteceu na Rua Paul Harris, fundos da Estação Rodoviária de São Gabriel.



O homem, preso em flagrante e identificado como Nilton Ricardo Silva Macedo, conhecido como "Moranga", estava tentando vender um botijão de gás furtado de uma empresa situada no Bairro Progresso. Com ele, ainda foram encontrados vários produtos de beleza furtados de uma loja e farmácias, e mais ainda, uma bermuda também furtada de outra loja, por baixo da roupa que estava vestindo.

Ele foi apontado como o responsável pela tentativa de arrombamento das bancas do camelódromo, ocorrida na madrugada de 17 de outubro, mas saiu sem levar nada. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 23/10/2018 18h06
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.