Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Sexta-feira de eclipse total da lua nos céus do Rio Grande do Sul

Vem aí o 5º Feirão de Fraldas da Drogaria Cidade - 25 de outubro!

05-12 Festa Final de Ano Lú Couros e Rafaela Weber - show com Sandro e Cícero

Ofertaço Grazziotin - de 16 a 20 de outubro

Inauguração da filial Porto Lanches na quinta, 10 de outubro

Matrículas abertas no Colégio Perpétuo Socorro para 2020!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Poupança? É Sim, Sicredi - Aproveite para fazer a diferença em sua vida financeira

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Sexta-feira de eclipse total da lua nos céus do Rio Grande do Sul

Eclipse total da lua acontecerá nesta sexta-feira à noite, a partir das 17h46 e deverá durar mais de duas horas (foto arquivo C7)
Nesta sexta-feira, 26 de julho, os gaúchos terão a oportunidade de assistir nos céus do Rio Grande do Sul o eclipse mais longo do século, que deverá iniciar às 17h46 e pode ter duração de até 2h42m. A previsão do tempo promete o céu com poucas nuvens, o que pode permitir a observação do fenômeno, que pode ser chamado de "lua de sangue", pela cor avermelhada que o satélite apresenta durante a penumbra.

A previsão é de tempo parcialmente nublado, sendo que há possibilidade de chuva apenas no litoral norte. O excesso de nebulosidade ainda poderá atrapalhar a apreciação do eclipse total lunar no centro-sul e leste de Santa Catarina e no leste do Paraná, incluindo as capitais Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba.

No fenômeno astronômico, a Terra ficará entre a Lua e o Sol. Tal alinhamento fará com que a sombra do nosso planeta encubra a superfície lunar, que deverá nascer cheia e com aspecto avermelhado. A coloração do satélite pode variar conforme o local do espectador, visto que a incidência de nuvens e poluição atmosférica influenciam. O fenômeno poderá ser visto a olho nu.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/07/2018 19h50
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: