Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Operação Verdade II: Escolas sem feijões pretos

Prestigie o Jantar De Mãos Dadas, da Despertar e Voluntárias do Lar São João

Vem aí a Festa Junina da Pró-Down em São Gabriel. Participe!

	
Vem aí a semana do aniversário da Grazziotin. Confira as promoções

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Operação Verdade II: Escolas sem feijões pretos

A pedido

Em ação de vistoria realizada no Almoxarifado da Secretaria Municipal de Educação destinado a merenda escolar o Agente Federal Marco Monteiro, Vereador em Santana do Livramento, deparou-se com 515 kg (quinhentos e quinze quilos) de Feijões pretos VENCIDOS dentro dos respectivos fardos utilizados para transporte. Um desperdício baixo se analisarmos o custo total do produto vencido, mas se formos analisar a questão das escolas municipais estarem SEM ESTOQUE DE FEIJÃO PRETO HÁ 2 MESES para ofertar para seus alunos, torna-se algo alarmante. Logo, o Vereador questionará a FALTA DE PLANEJAMENTO pelos responsáveis pela merenda escolar.

Cabe ressaltar que no dia 25, segunda-feira passada, o Vereador foi acionado pela comissão de recebimento da Secretaria Municipal de Educação, juntamente com o Secretário Geral de Governo, pois estaria chegando uma entrega de alimentos para ser realizada no almoxarifado. No entanto, o caminhoneiro do veículo não possuía a nota fiscal e a cópia do empenho, itens imprescindíveis para poder efetuar o recebimento da mercadoria.

Questionado, o motorista alegou ser um prática rotineira acordada entre ele e a comissão de recebimento anterior, o envio da nota fiscal posteriormente a entrega. Fato que será questionado pelo Vereador. Dentre os produtos a serem entregues, estava o feijão preto. Logo, sem o atendimento dos procedimentos padrões, a comissão não pode receber a entrega.
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: