Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Produção de 230 milhões de toneladas de grãos é a segunda maior da história, segundo Conab

Caderno7 na Expointer 2019 - acompanhe nossa cobertura de 24 de agosto a 1º de setembro

Expoagas - APNI

Vem aí em 23 de agosto o 4º Feirão de Fraldas da Drogaria Cidade

Vem aí a Penha de abertura da Semana Farroupilha com Os Monarcas, no CTG Querência Xucra

Faça o seu UnimedCARD, menos de 30 centavos por dia!

Conte com a excelência de nossos serviços na unidade de negócios ou em nossos canais digitais - Unicred

Expointer 2019: confira nosso site e garanta as melhores tarifas nos Hotéis Suárez! CLIQUE AQUI

UNOPAR é a sua escolha para o futuro

O Colégio Perpétuo Socorro promove o Mês Vocacional em agosto. Saiba mais clicando aqui

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Aproveite as promoções da CVC em São Gabriel!

Tchê Burger - Vai um tchê aí? Seu novo delivery de lanches em São Gabriel

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Máquina de cartões Sicredi - a máquina que vem com um parceiro de negócios

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Expointer 2019: confira nosso site e garanta as melhores tarifas nos Hotéis Suárez! CLIQUE AQUI

Gás Querência - promoção apenas 75 reais o botijão, no dinheiro

Produção de 230 milhões de toneladas de grãos é a segunda maior da história, segundo Conab

Soja deve alcançar mais de 114 milhões de toneladas, mais uma vez puxando a safra no ano (foto arquivo C7)
A estimativa atual da colheita de grãos no Brasil deverá manter o recorde de segunda maior safra da história, com uma produção de 229,5 milhões de toneladas. Os números estão no 7º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, divulgado nesta terça-feira (10), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).


Apesar do decréscimo de 3,4% em comparação à safra passada, que chegou a 237,7 milhões de toneladas, o número é ainda bastante elevado, se considerada a média de produção no Brasil em condições atmosféricas normais. Em relação ao mês de março, por exemplo, a estimativa de safra este mês mostrou uma elevação de 3,5 milhões de toneladas (1,5%).

A boa estimativa deve-se ao resultado do avanço da colheita da soja e do milho primeira safra, que vem confirmando boas produtividades e uma perspectiva maior de área para o  segunda safra. Já a produtividade recorde da safra passada, que foi beneficiada por um excelente clima, não se repetiu agora, mesmo com a situação climática considerada boa na maioria das regiões produtoras.

A soja é a maior responsável pelo desempenho exemplar da produção. A leguminosa deve alcançar 114,9 milhões de toneladas. O algodão em pluma novamente marca presença neste levantamento, com uma produção de 1,9 milhão de toneladas, que representa 21,8% a mais que a safra anterior. O feijão segunda safra também obteve bom desempenho e deve colher 1,29 milhão de toneladas, com aumento de 7,3%.

Área – As culturas de soja e milho primeira safra estão em fase final de colheita. A área estimada sinaliza um aumento de 0,8% comparado ao período anterior, atingindo 61 milhões de hectares. Na ordem crescente de ganho absoluto da área plantada, vem primeiro a soja com 1,2 milhão de hectares, em seguida o algodão (205,6 mil ha) e o feijão segunda safra (115,4 mil ha), com destaque para a espécie caupi.

Com os ganhos obtidos, a área total da soja ficou em 35 milhões de hectares. Outros destaques em relação à área foram o milho segunda safra (total de 11,5 milhões de ha), o milho primeira safra (5 milhões), o feijão segunda safra (1,5 milhão) e o algodão (1,1 milhão).

Reportagem: Assessoria de Imprensa Conab
Data: 11/04/2018 08h51 
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: