Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Parcelamento da dívida de água do município é tema de debate entre vereadores e diretor da São Gabriel Saneamento

Acompanhe nossa cobertura sobre a guerra ao coronavírus

Agora em São Gabriel, preço e qualidade no mesmo lugar - Posto JP Santa Lúcia

Chega de pagar caro na conta de luz - Vá de Ecotec Energy

La Belle - Para mulheres de bom gosto

Supermercado Bromberger - O gigante dos preços baixos em São Gabriel!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel Previna-se com o Fisk - Wash your hands

Ichthus Sabores - Seu mais novo delivery em São Gabriel

Promoção Urbano 60 anos - 1 milhão em prêmios

Compre no Comércio local - Uma campanha CDL e ACI São Gabriel

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Previna-se contra o novo coronavírus - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Apoie a economia de sua região, compre no seu comércio! Uma lembrança Sicredi Pampa Gaúcho

Studio H de Mana, em novo endereço

Chiabotto Lanches - a nova opção de lanches para a comunidade gabrielense

Parcelamento da dívida de água do município é tema de debate entre vereadores e diretor da São Gabriel Saneamento

Reunião sobre parcelamento de dívida aconteceu na manhã de segunda, no Gabinete da Presidência (foto Felipe Oliveira)
O Projeto de Lei que prevê a quitação da dívida de água que o município possui com a empresa São Gabriel Saneamento, no valor de R$ 2 milhões, foi tema de debate no parlamento gabrielense, na manhã desta segunda-feira. Os vereadores receberam o Gerente da Unidade, Luiz Bertazzo, na sala da presidência, para ouvir o posicionamento da empresa sobre o parcelamento da dívida.


A reunião contou com a presença do presidente Vagner Aloy, o Maninho (PSDB), e dos vereadores Antônio Bertazzo (PDT), Cilon Lisoski (PR), Felipe Abib (PT), Éder Barboza (PT), André Focaccia (PSD), Adão Santana (PTB), Renato Silveira (SD) e Evaristo de Oliveira (PPS).

O encontro foi convocado a pedido do vereador Felipe Abib que, através da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), solicitou informações a empresa sobre o perdão da dívida e o abatimento de 50% da tarifa para as Unidades de Saúde e de Educação pleiteados pelo município na gestão do então prefeito Roque Montagner.

Em resposta a empresa informou que condicionou a aprovação desta proposta a AGESG, agência reguladora do serviço, que acabou negando o pedido devido ao impacto que o reequilíbrio econômico financeiro causaria na conta da água. “A empresa não pode arcar com este ônus, e o valor acabaria sendo repassado ao consumidor final”, argumenta Luis Bertazzo.

O valor acumulado de dezembro de 2012 a janeiro de 2018, que chega a aproximadamente R$ 2 milhões, já devidamente corrigido e acrescido de juros e multa, deverá ser parcelado em 80 parcelas mensais fixas, iguais e sucessivas, no valor de R$ 25 mil cada uma, com vencimento inicial em 15 de maio de 2018, sendo o vencimento das demais a cada trinta dias. O projeto entra em votação na Câmara nos próximos dias.

Reportagem: Felipe Oliveira/Assessoria Câmara de Vereadores 
Data: 10/04/2018 18h58
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: