Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Moradores do interior ficam sem transporte por discordar de passagem

Após discussão com motorista da linha que opera na região da Palma, passageiros tiveram ranchos e bagagens retiradas do ônibus, motorista foi embora e pessoas ficaram a pé, pedindo ajuda para voltar para casa
Um fato inusitado e polêmico aconteceu na tarde desta terça-feira (6), na Estação Rodoviária de São Gabriel. Moradores das localidades do Passo do Ivo e da Palma, na Região Sul, ficaram sem transporte da empresa responsável pela linha porque não concordaram com o valor cobrado pela passagem até aquelas localidades e que este reajuste não teria sido comunicado. Segundo denúncia feita por eles, o motorista teria se irritado, retirado as bagagens e ido embora, deixando em torno de 23 pessoas sem o transporte até a Região.

Moradores relataram situação inusitada para vereador Pepeca e representantes da Prefeitura

Com apoio de Secretarias Municipais, moradores puderam voltar para casa. Ocorrência policial foi registrada na Delegacia no final da tarde
Segundo informações dos usuários, a linha é operada pela empresa Expresso Paulo Mortari. O vereador Antônio Pedro Bertazzo (Pepeca) foi acionado pelos moradores que expressaram sua inconformidade com a atitude do motorista. Eles relataram que além dos 8,50 reais que é cobrado pela passagem no guichê da Rodoviária, é cobrada mais uma taxa, aumentando o valor para quinze reais, o que foi motivo de reclamação entre os presentes.

Os usuários da linha se surpreenderam com a atitude e chamaram O morador Gilson Heberlê de Almeida relatou que ninguém foi avisado da cobrança da nova tarifa. "O pessoal não concordou com esta cobrança e ele descarregou toda a bagagem do ônibus, foi embora e deixou o pessoal aqui, disse que ia embora e não nos levaria para casa", relatou.

A moradora Andréia Soares da Silva, do Passo do Ivo, também relatou a situação. "Simplesmente o motorista comprou um preço a mais pela passagem e a gente foi cobrar dele o porquê desse reajuste, não aceitou e colocou todas as nossas compras pra fora, dizendo que não ia mais fazer a linha e foi embora", afirmando que o motorista queria que pagasse quinze reais. "Isso foi avisado para alguns e outros nem estavam sabendo", lamentou. Walmor Ferreira, morador do Passo do Ivo, também informou que o proprietário teria informado que o reajuste foi porque a empresa "estaria tendo prejuízos com a linha".

O vereador Bertazzo contatou a Secretaria de Serviços Urbanos e o Gabinete da Vice-Prefeita Karen Lannes, para relatar a situação inusitada. A Prefeitura disponibilizou, por meio das Secretarias de Assistência Social e Saúde, veículos e táxis também para levar os moradores de volta para fora, além do próprio parlamentar. "Contatamos a fiscalização, as Secretarias que ajudaram a levar as pessoas de volta, agora vamos cobrar providências do Executivo para que tome uma atitude para responsabilizar a empresa por esta atitude lamentável", finalizando e agradecendo as Secretarias pelo apoio prestado em não deixar os moradores na mão.

Uma ocorrência policial foi registrada por passageiros da linha, na Delegacia de Polícia e as responsabilidades devem ser apuradas. Caso a empresa queira se manifestar, o contato do site está à disposição.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 07/02/2018 00h54
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: