Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Gabrielenses mais uma vez se destacam nas músicas do ano

Acompanhe nossa cobertura sobre a guerra ao coronavírus

Agora em São Gabriel, preço e qualidade no mesmo lugar - Posto JP Santa Lúcia

Chega de pagar caro na conta de luz - Vá de Ecotec Energy

La Belle - Para mulheres de bom gosto

Supermercado Bromberger - O gigante dos preços baixos em São Gabriel!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel Previna-se com o Fisk - Wash your hands

Ichthus Sabores - Seu mais novo delivery em São Gabriel

Promoção Urbano 60 anos - 1 milhão em prêmios

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Previna-se contra o novo coronavírus - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Atualize seu cadastro com o Sicredi

Studio H de Mana, em novo endereço

Chiabotto Lanches - a nova opção de lanches para a comunidade gabrielense

Centro Africano do Pai Oxalá - Reino de Oxóssi - Pai Moisés de Oxalá - agende seu horário

Gabrielenses mais uma vez se destacam nas músicas do ano

Composições defendidas por André Teixeira e Ita Cunha foram escolhidas as melhores músicas do ano nos "Destaques dos Festivais", promovido pelo comunicador Jairo Reis (fotos arquivo C7)
Na continuidade da premiação dos "Destaques dos Festivais" promovido pelo comunicador e produtor de eventos Jairo Reis, que apresenta o programa "Do Litoral à Fronteira" aos domingos na Rádio Bandeirantes AM de Porto Alegre, foi a vez de anunciar a Música do Ano, dentro desta premiação. E dois gabrielenses mais uma vez se destacaram.

A melhor música nativista do ano foi "O Silêncio e a Campereada", que teve autoria de Sérgio Carvalho Pereira, Ricardo Comassetto e do gabrielense André Teixeira, interpretada por Luiz Marenco e que venceu a 25ª Sapecada da Canção Nativa de Lages. Em segundo lugar, outro destaque gabrielense no nativismo, Ita Cunha, que interpretou a composição "Meu Verso Acordou Escrito", vencedora do 32º Ponche Verde da Canção Gaúcha de Dom Pedrito e que foi de autoria de Gujo Teixeira e Juliano Gomes.

As composições foram escolhidas entre as campeãs dos festivais realizados em 2017 e avaliadas por uma seleta comissão formada por Giovani Grizotti, Ibaldo Pedra, Jaime Ribeiro, Léo Ribeiro e Odilon Ramos, cinco conceituados profissionais, todos muito respeitados e com notória credibilidade no ambiente radiofônico, nativista e regional gaúcho.

A premiação será entregue em uma data a ser definida, juntamente com os demais destaques dos festivais. André Teixeira e Ita Cunha também serão premiados como autor com mais vitórias, autor com mais prêmios principais e intérprete com mais primeiros lugares dos festivais, reespectivamente. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 19/02/2018 09h26
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: