Vote em Marcelo Ribeiro no Prêmio Press 2018

Inscreva-se para o vestibular da Unopar

Anúncio Fandango CTG Tarumã - Garotos de Ouro

44º Leilão Cabanha Santa Maria - 11 de outubro no Parque Assis Brasil, em São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Flavia Batista orienta sobre como denunciar maus tratos contra animais

Flavia Batista relata que tem recebido muitas denúncias por dia e indica os caminhos para que a comunidade relate maus tratos de animais, pedindo provas principalmente com fotos e vídeos (foto arquivo C7)
A vereadora e fundadora da ONG Anjos de Pêlo, Flavia Batista de Almeida vem denunciando os maus tratos de animais que ocorrem na comunidade e buscando resolver junto às autoridades os casos que ocorrem. Em média, sete casos por dia são registrados com ela, vindos de denúncias da comunidade. Em um deles, moradores do Bairro São Clemente denunciaram a ela os maus tratos a um cavalo que era usado para serviços de carroça.


A vereadora orienta a comunidade que quando denunciar, fotografe e filme tudo para ser constituído como prova do crime de maus tratos. "Denunciem tanto à Brigada Ambiental quanto para nós, no caso da ONG, a qualquer hora ou nos procure no Gabinete na Câmara de Vereadores. Importante, façam denúncias com provas concretas, como filmagem e fotos", frisa. As denúncias para a Brigada Ambiental devem ser feitas pelo fone (55) 3232-9254, de segunda à sexta-feira das 8 às 12h e das 13h30 às 17h30. No caso da ONG, estas podem ser feitas em qualquer horário, pelo fone e Whats (55) 996199930, com a própria Flavia ou no Gabinete com as assessoras.

"Nas denúncias, se tiver fotos e filmagens, melhor porque tem força perante as leis, se não puder testemunhar, mande estas pelo nosso Whats, para que possamos buscar a responsabilização dos acusados. O importante é que elas sejam verdadeiras", alerta. Na última semana, a vereadora denunciou um carroceiro por maus tratos de um cavalo, cujas imagens foram encaminhadas pelas redes por moradores do São Clemente e identificado o responsável, apesar de tentativa de esconder o animal no dia seguinte. A comunidade pode fazer a sua parte.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/02/2018 12h37
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: