Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Revogada a desapropriação da área da família Assis Brasil

Prestigie o Jantar De Mãos Dadas, da Despertar e Voluntárias do Lar São João

Vem aí a Festa Junina da Pró-Down em São Gabriel. Participe!

	
Vem aí a semana do aniversário da Grazziotin. Confira as promoções

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

Penha de Troca da Patronagem - CTG Plácido de Castro - 25 de maio

Prestigie a reinauguração da Cremolatto em novo endereço no Calçadão de São Gabriel

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Revogada a desapropriação da área da família Assis Brasil

Área que foi objeto de uma das maiores polêmicas teve desapropriação revogada nesta segunda-feira (foto arquivo C7)
A Prefeitura de São Gabriel revogou na manhã desta segunda-feira (13), o polêmico decreto que foi assinado em 2013 pelo ex-prefeito Roque Montagner (PT), desapropriando a área da Família Assis Brasil na Sanga da Bica e que tinha por objetivo a construção de um Parque para Sepé Tiaraju. A revogação foi assinada pelo Prefeito Rossano Gonçalves, desfazendo um dos maiores erros já cometidos em São Gabriel.



Reunião oficializou revogação de ato de desapropriação, realizada pelo Prefeito Rossano Gonçalves (foto Dicom Prefeitura)
A medida, realizada perante o casal Sílvia Assis Brasil e Diego Nedeff, proprietários da área, juntamente com seu advogado Guilherme Medeiros, foi tomada considerando a inércia do ente público, porque se passaram quatro anos, sem haver pagamento e a imissão na posse (quando o interessado toma posse do bem por ação judicial), fato que desconsiderou termos do decreto de 2013, o qual destinava a referida área para implantação de um complexo turístico e cultural.

“Neste ato corrige-se uma grande injustiça praticada pelo governo anterior, quando sem qualquer estudo e embasamento desapropriou uma área onde havia já iniciada uma construção e teria início de atividades comerciais, gerando mais empregos e rendas ao munícipio", salienta o prefeito.

A área foi desapropriada durante coletiva de imprensa onde o Governo petista apresentava a situação do município. A ação teve como mentor o irmão marista Antônio Cechin, falecido em 2016, que considerava a desapropriação uma forma de "homenagear a memória de Sepé Tiaraju". Se pretendia construir um Parque Cultural, mas isso nunca aconteceu.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 13/02/2017 19h28 
Contato: (55) 3232-3766 / 996045197 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: