Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

06 fevereiro 2024

SAUDADE | Dez anos sem Rivadávia Barbosa Corrêa

Nesta segunda, completaram-se dez anos da morte de Rivadávia Barbosa Corrêa, baluarte do jornalismo gabrielense (foto arquivo C7)

Na última segunda-feira (5), marcou-se o décimo aniversário da morte de Rivadávia Barbosa Corrêa, uma figura emblemática da comunicação local. Rivadávia, carinhosamente conhecido como Riva, faleceu em 5 de fevereiro de 2014, vítima de câncer. Ele era o diretor da Rádio Brasil Comunitária FM (RBC FM) e dedicou sua vida ao serviço da comunidade.

Desde a juventude, Rivadávia esteve engajado no jornalismo, participando de importantes coberturas e eventos políticos do Rio Grande do Sul. Sua carreira foi marcada por diversas funções no campo político e passagens por grandes empresas de comunicação. Notavelmente, foi Chefe de Gabinete do Governador Ildo Meneghetti na década de 1960 e colaborou com várias rádios na capital do estado.

Além de sua atuação em emissoras como a Rádio Querência 98.3 FM, Rivadávia também foi diretor da Cooperativa Rural Gabrielense nos anos 80, onde se destacou pela gestão durante uma crise financeira, chegando a utilizar recursos pessoais para manter os salários dos funcionários em dia.

Em 1999, diante da perda da rádio local, que havia sido vendida para a Band FM, Rivadávia desempenhou um papel crucial na fundação da RBC FM, a primeira rádio comunitária de São Gabriel, que se dedicava a uma programação voltada a comunidade e serviu como plataforma para diversos comunicadores.

Riva também atuou como assessor parlamentar no governo de Rossano Gonçalves, sendo conhecido por seu senso de humor e habilidade em comunicar mensagens políticas de maneira codificada e divertida na RBC FM. Quem não se lembra das partidas do "transiberiano", ou os contatos com o "Gerrrvásio" ou o "Araponga" para falar de fatos políticos ou ainda o "homem do capote" e o "fantasminha camarada". Sua habilidade em navegar pelo delicado terreno político local lhe rendeu respeito em todos os espectros políticos.

Seu programa dominical, "Os bons tempos estão de volta", era famoso por resgatar músicas que não eram mais tocadas nas rádios, atraindo um grande número de ouvintes com suas seleções musicais nostálgicas. Rivadávia não apenas apresentava, mas também organizava eventos dançantes como DJ.

Após uma batalha contra vários problemas de saúde, Rivadávia faleceu na madrugada de 5 de fevereiro de 2014, deixando uma lacuna na comunicação local. Sua morte foi profundamente sentida pela comunidade, mas seu legado continua vivo na RBC FM, que em 2023 celebrou 25 anos de existência, sob a liderança de sua esposa, Bibinha Hoffmann, e sua equipe. Rivadávia deixa uma marca indelével como uma referência respeitada na comunicação local.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 06/02/2024 08h45
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.