Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

30 janeiro 2024

À ESPERA DE UM MILAGRE | Deteriorando-se aos poucos, Ponte do Bossoroca segue sem solução

Passados quase quatro anos da interdição parcial, ponte do Bossoroca segue sem previsão de conserto ou recuperação e vai deteriorando a cada dia; pé de milho foi plantado no local em protesto (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

Quase quatro anos após a parcial interdição da ponte sobre o arroio Bossoroca, situada no quilômetro 353,9 da BR-290, entre Vila Nova do Sul e São Sepé, ainda não há um plano definido para as obras de recuperação. Apesar do anúncio do Governo Federal de que as obras começariam em outubro, não houve progresso significativo. Uma visita ao local revelou a preocupante deterioração da ponte.

Reportagem esteve no local e verificou trânsito intenso na região; em determinado momento, na parte central, ponte registrou "balanços" com passagem de veículos pesados

Apesar de Governo Federal ter anunciado obras de recuperação, estas não começam porque licitações tem sido desertas

No local, filas de veículos se formam em ambos os lados, aguardando a liberação do tráfego. O fluxo de veículos pesados, especialmente caminhões, é intenso na rodovia. Durante a passagem destes, são percebidas vibrações e um leve balançar da estrutura.

No momento de visita ao local, obras para reforço de escoras eram feitas no local

Rachadura na parte central impressiona (e assusta) pelo tamanho e que demonstra gravidade da situação

Na parte inferior da ponte, operários foram vistos reforçando as escoras. Recentemente, leitores relataram que algumas peças estavam deslocadas, e outras até caíram no arroio. A deterioração avança, como evidenciado pelo desalinhamento dos guarda-corpos e uma rachadura visível no meio da ponte.

Curiosamente, no local, um morador de São Gabriel, Idalino Ximendes, plantou um pé de milho, simbolizando a lentidão nas ações de recuperação. Ele expressou ceticismo sobre a conclusão das obras antes de colher o milho. 

Representantes do Governo Federal alegam que as licitações para as obras têm sido infrutíferas, principalmente porque as empreiteiras não mostram interesse em projetos de menor porte, como é o caso da ponte do Bossoroca. 

Lembra-se que isso tudo começou em agosto de 2021, durante o governo Bolsonaro e segue sem solução com um ano e meio de governo Lula. A comunidade se pergunta: até quando terão que esperar? Será necessário um desastre para que as ações sejam tomadas?

Confira reportagem em vídeo feita no local:


Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 30/01/2024 19h13 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.