Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

25 setembro 2023

NÃO AGUENTAM MAIS | Moradores da região cobram de políticos providências para a situação precária da Ponte do Arroio Bossoroca na BR-290

Campanha nas redes sociais visa pressionar Senadores gaúchos para que cobrem a reforma da ponte sobre o Arroio Bossoroca, em precárias condições há mais de três anos na BR-290 (fotos divulgação)

Moradores da região de São Sepé e Vila Nova do Sul (e outras cidades que utilizam a estrada) estão unindo esforços para pressionar os parlamentares gaúchos a tomarem medidas urgentes em relação à Ponte do Arroio Bossoroca, localizada no Km 353,9 da BR-290. Há três anos, a ponte encontra-se em situação precária, operando em meia-pista e sem perspectiva de reforma ou substituição definitiva.

Os moradores têm se manifestado nas redes sociais e grupos de WhatsApp, direcionando suas demandas principalmente ao Senador Hamilton Mourão, do Republicanos, que foi eleito com votos da região, mas não tem comparecido à área desde então. Além disso, os Senadores Luiz Carlos Heinze (PP) e Paulo Paim (PT), bem como os deputados federais e os governos federal e estadual, também estão sendo cobrados pela comunidade.

Está se sugerindo que se envie e-mails aos Senadores gaúchos para cobrar providências. Até o momento, o único representante político que se pronunciou sobre a situação é Pompeo de Mattos, do PDT, que utilizou a tribuna para denunciar o estado vergonhoso da ponte. Mattos alertou que, devido às recentes chuvas, a ponte já não suporta o tráfego de caminhões e ônibus, forçando os motoristas a realizar desvios significativos em suas rotas.

A situação se agravou a ponto de alguns caminhoneiros desrespeitarem a proibição de tráfego na ponte, como evidenciado em um vídeo amplamente compartilhado nas redes sociais neste fim de semana. As imagens mostram motoristas enfrentando a travessia, chegando a ameaçar os vigilantes encarregados de orientar o tráfego na área.

Diante desse cenário, cresce a ideia de realizar um protesto para interditar a rodovia no local, a fim de chamar a atenção das autoridades para a gravidade da situação. Segundo fontes, as tentativas de licitar a reforma da ponte não têm atraído interessados, aumentando o temor de que os prejuízos e riscos para a população continuem a crescer até que ocorra uma tragédia irreparável.

Os moradores locais esperam que essa mobilização da comunidade sensibilize os políticos e os órgãos competentes a tomarem providências urgentes para a recuperação da Ponte do Arroio Bossoroca e, assim, garantir a segurança e a mobilidade de todos que dependem dessa importante via de ligação entre os municípios. A população segue atenta e determinada a não permitir que a situação se agrave ainda mais.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 25/09/2023 10h25 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.