Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

28 julho 2023

BRIGA NO LEGISLATIVO | Vereadores discutem em sessão e geram polêmica nas redes sociais em São Gabriel

Discussão entre vereadores Bertazzo, Malu e Jana França repercutiu nas redes sociais nesta semana (fotos arquivo C7)

Uma discussão acalorada entre os vereadores da Câmara Municipal de Vereadores de São Gabriel na última segunda-feira, 25, viralizou nas redes sociais nesta quinta-feira, 27. O motivo foi uma crítica do vereador Antônio Bertazzo (Pepeca), do PDT, à oposição, que segundo ele, só enxerga defeitos na gestão do prefeito Lucas Menezes. A discussão envolveu as vereadoras Jana França (Podemos) e Malu Bragança (Patriota), que rechaçam acusações de outras expressões.

Em seu pronunciamento, Bertazzo vinha elogiando o trabalho do governo como o Albergue Municipal, e disse que conhece os bairros há muito tempo, não apenas agora que é pré-candidato a algum cargo. Ele também afirmou que já havia previsto que alguns vereadores seriam candidatos a prefeito nas próximas eleições.

O clima esquentou quando Bertazzo sugeriu que, ao invés de convocar secretários para prestar esclarecimentos, se chamasse o próprio prefeito para falar dos seus feitos. Foi nesse momento que a vereadora Jana França, do Podemos, pediu aparte e foi negada pelo colega. Ela então, fora dos microfones, falou a expressão "sacanagem" em tom de desabafo, o que gerou uma reação de Bertazzo.

"Sacanagem, não. Primeiro lugar, respeito", disse Bertazzo, que logo ouviu que ele também teria que respeitar as colegas vereadoras e que fosse gritar com a sua esposa em casa. "Eu não desrespeito ninguém e não aceito que venham mandar eu gritar com a minha mulher ou com ninguém. Sou contra vitimismo e pergunto às vereadoras: quantas assessoras mulheres elas têm?", questionou.

A discussão entre os vereadores gerou questionamentos nas redes sociais sobre a autoria das falas dirigidas a Bertazzo, que manteve as declarações dadas na sessão e lamentou a suposta postura dos colegas.

VEREADORAS SE MANIFESTAM
A vereadora Malu Bragança, do Patriota, conversou com a reportagem e disse que não estava no plenário quando Bertazzo começou a falar. Ela disse que saiu para atender o telefone e quando voltou viu o colega gritando com Jana França.

"Minha única atitude foi requerer uma questão de ordem e pedir que ele respeitasse a colega, porque somos só duas mulheres ali dentro e merecemos respeito. Mas se ele quisesse gritar, que se retirasse de dentro da Câmara. Apenas isso", declarou Bragança, que acrescentou que possui assessora sim, assim como Jana França. Ela disse ainda que lamenta que algumas pessoas tentaram atribuir a ela em postagens a autoria das expressões "vai gritar com a tua mulher" e "sacanagem".

Em um vídeo divulgado nas suas redes sociais, Jana França disse que as falas proferidas por ela ocorreram em um momento de estresse, após Bertazzo se exaltar e negar o aparte. Ela disse que iria concordar com a ideia de chamar o prefeito para esclarecer alguns assuntos, mas como foi impedida de falar, usou a expressão "sacanagem" como força de expressão e desabafo.

"Ele começou a gritar e eu não iria aceitar que ninguém gritasse comigo. Por isso, tanto eu como a vereadora Malu apenas pedimos respeito. Se falei algo, peço desculpas. Mas jamais deixaria injustiças acontecer, como atribuir à colega Malu coisas que não foram ditas por ela", finalizou.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/07/2023 19h08
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.