Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

26 abril 2023

OBITUÁRIO | Morre Claudio Ferlauto, arquiteto e fundador do histórico jornal "Pato Macho"

Radicado em São Paulo desde 1972, arquiteto gaúcho Claudio Ferlauto faleceu no último domingo; ele foi fundador do histórico jornal "Pato Macho" (foto arquivo pessoal)

Arquiteto, designer, professor, crítico e editor, Claudio Ferlauto faleceu no último domingo (23), em São Paulo, onde residia desde 1972. Formado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Ferlauto também possuía mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP). Ele foi um dos fundadores do jornal alternativo gaúcho "Pato Macho", que desafiou a censura durante a ditadura militar, com críticas ao regime.

Ferlauto atuou na área jornalística e gráfica e foi um dos criadores da agência Signovo, em Porto Alegre, junto com os sócios Pedro Mohr e Antonio Aiello, que trabalhava com desenho industrial e programação visual e esteve ativa até 1975. Ele também foi fundador e proprietário da QU4TRO Design, em São Paulo. Além disso, Ferlauto foi professor na Universidade Anhembi Morumbi e na Fundação Armando Álvares Penteado.

O "Pato Macho", criado por Ferlauto em parceria com Luis Fernando Verissimo e Coi Lopes de Almeida, durou apenas 15 edições em 1971, mas se tornou um marco na imprensa gaúcha da época. O jornal foi tão inovador que foi considerado pelos chargistas Jaguar e Millôr Fernandes de "O Pasquim do Sul". Em 2016, Ferlauto lançou o livro "Pato Macho #16 - Quinze semanas que abalaram a Província" pela sua editora, a Cachorro Louco.

"Hoje reverenciado e cult, apontado como um sopro de talentosa e oportuna irreverência na conservadora imprensa gaúcha da época, o Pato está longe de ser esquecido e é constante objeto de homenagens, estudos e teses por pesquisadores de todo o país", falou o jornalista e amigo Vanderlei Cunha em suas redes sociais.

Ferlauto deixa sua esposa Cristina, seu filho Sauê e suas irmãs. O arquiteto e professor foi lembrado por seu brilhantismo, independência e integridade, tanto em sua carreira como arquiteto quanto em suas atividades jornalísticas e gráficas. Sua morte é uma perda para a comunidade acadêmica e cultural do país.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/04/2023 15h35 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.