Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

01 abril 2023

GRAVE | CTG Sentinela do Forte é despejado de sua sede em São Gabriel

CTG Sentinela do Forte terá de sair de sua sede, situada no interior da 13ª Cia Com Mec; integrantes dizem que comando não deu razões para decisão e comandante por sua vez, fala que contrato está vencido (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

Um fato inusitado e que chocou a comunidade gabrielense foi a público nesta sexta-feira (31) dividindo opiniões. O CTG Sentinela do Forte teria sido intimado a desocupar sua sede, situada no interior da 13ª Companhia de Comunicações Mecanizada, onde integrantes nos últimos dias já não tinham acesso e que a decisão não foi esclarecida. Por seu lado, o comandante da unidade, Capitão Weiller de Ávila Cardoso, diz que a instituição não poderia mais ceder a sede para entidade por questão legal e que teriam 30 dias para isso. 

Com 28 anos de história, o CTG sempre esteve nas dependências da unidade militar e em 1999, passou por uma grande reforma onde a sede de madeira e Santa Fé (vegetação usada na cobertura) por uma edificação de concreto e tijolos, na gestão do então Capitão (hoje General) Carlos Alberto Dahmer. Segundo informações de integrantes da entidade, a decisão do comandante não foi clara. "Só recebemos uma notificação via WhatsApp tarde da noite, mas mesmo assim ainda não foi clara. Os comandos anteriores sempre foram participativos e incentivavam a entidade, até agora não entendemos o motivo da decisão. Nós não representamos somente a entidade mas também a unidade militar, sempre vestimos sua camiseta", questionou a integrante Roberta Severo, que também é advogada e jurídico da entidade. 

A ex-integrante Samara Garay, que fez parte da entidade, informou também que nos últimos meses, desde que o Capitão Ávila assumiu, a patronagem tentou diversas vezes audiências com o comandante, mas encontraram serias dificuldades para apresentar a entidade e conversar sobre este termo. Nos últimos dias, os acessos foram bloqueados para ensaios e foi dado o prazo anteriormente citado para retirada de tudo no prédio. 

O QUE DIZ O COMANDANTE?
A reportagem do site Caderno7 entrevistou na manhã deste sábado (1º) o comandante da 13° Cia Com Mec, Capitão Weiller de Ávila Cardoso, sobre a questão envolvendo o CTG Sentinela do Forte e o mesmo alegou que é uma questão legal de término de contrato de permanência, que teria esgotado o prazo e deve ser licitado conforme determinação do Exército. 

Capitão Ávila alega que contrato está vencido e que precisa fazer licitação para local

Cardoso informou que o contrato estava vencido há cerca de cinco meses e tentou contato com a patronagem para renovação, e segundo ele, não tinha havido resposta. "O contrato tinha findado e precisamos fazer legalmente a licitação do local, conforme previsto em lei, sempre apoiamos o tradicionalismo, ficamos tristes com esta repercussão e distorção dos fatos", afirmando que a lei não permitia mais ceder o local à entidade. 

"Demos um prazo de trinta dias para desocupação e já iniciamos um processo para estabelecimento de um processo visando atender os anseios da sociedade tradicionalista de São Gabriel", finalizou, não sendo claro se haveria possibilidade de entendimento com o CTG. Integrantes reforçam que os motivos não foram dados à eles e que inúmeras tentativas foram feitas de negociação e entendimento, sem sucesso. 

Durante o Festival de Artes Gaúchas (FAG), que ocorrerá no Parque Tradicionalista Rincão das Carretas, neste domingo (2), entidades tradicionalistas de São Gabriel deverão usar lenços azuis, que é a cor da entidade, em apoio ao Sentinela e protesto contra a polêmica decisão que gerou fortes críticas na comunidade gabrielense. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 01/04/2023 17h23
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.