Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

20 dezembro 2022

Estado | Em meio à disputa judicial, Corsan é vendida para Aegea por R$ 4,1 bilhões

Em meio de uma guerra judicial, Corsan foi vendida para o grupo Aegea por R$ 4,1 bilhões (foto reprodução/Corsan)

Após muitas disputas judiciais e queda de liminares, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) foi vendida pelo Governo do Estado. O grupo Aegea, que opera uma parceria público-privada (PPP) com a Corsan, foi o comprador com uma oferta de R$ 4,151 bilhões, que representa ágio de 1,15%. A Aegea foi a única a apresentar proposta no certame, realizado na B3, a bolsa de valores de São Paulo, na manhã desta terça (20).

A Aegea venceu o certame pelo controle da Corsan por meio de um consórcio formado junto com as gestoras de investimentos Perfin e o Kinea. Os atos finais da privatização, como a transferência de ações, estão temporariamente impedidos por decisão judicial. Uma medida cautelar concedida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) na sexta-feira (16) impede a assinatura do contrato.

O governador Ranolfo Vieira Júnior afirmou que a "privatização é parte da universalização do saneamento e otimização dos serviços da companhia", afirmou. Por meio de nota, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgoto do Estado (Sindiágua) criticou o resultado do leilão. No entendimento da entidade, “a companhia foi vendida por preço pífio” e “é um presente de Natal do governo do estado aos empresários privados”. 

O governo do RS justifica a privatização à aprovação do marco legal do saneamento, aprovado pelo governo federal. A nova lei determina que, até 2033, 99% da população deve ter acesso a água potável e 90% a coleta e tratamento de esgoto.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 20/12/2022 18h43
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.