Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

13 dezembro 2022

Caso Gabriel | Primeira audiência na Justiça comum aconteceu nesta terça-feira

Primeira audiência do Caso Gabriel aconteceu nesta terça-feira na Justiça comum, em São Gabriel (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) realiza até o fechamento desta matéria, a primeira audiência do Caso Gabriel na Justiça comum, nesta terça-feira (13), no Fórum de São Gabriel. A primeira audiência é de instrução, onde são produzidas as primeiras provas do processo criminal e aconteceu na sala de audiências da Vara Criminal. 

Demais familiares de Gabriel e dos policiais acompanharam audiência nas dependências do Fórum; imprensa não pode acompanhar teor dos depoimentos

Pai de Gabriel, Anderson Cavalheiro, falou à reportagem que aguarda que se faça justiça pelo filho

Segundo informações, a audiência, presidida pela juíza Juliana Capiotti, teve por objetivo ouvir os familiares da vítima, testemunhas de defesa, acusação e interrogatório de acusados, até então não confirmado se foi concluído. Diante da complexidade do caso, havia possibilidade dessa audiência ser prologada. Neste processo, os três réus estão sendo julgados pelos crimes de homicídio doloso com três qualificadoras: motivo fútil, tortura e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Essa audiência antecede o júri é como se fosse um processo normal. Ao final, se a juíza ficar convencida de indícios da autoria e materialidade do crime, vai pronunciar os acusados para eles sejam levados ao júri. Os pais de Gabriel Marques Cavalheiro, Anderson Cavalheiro e Rosane Marques, mais seu tio e prima estiveram presentes. No momento em que a reportagem esteve no local (que não foi autorizada a fazer imagem das audiências), a mãe de Gabriel estava sendo ouvida pela juíza. "Continuamos na nossa luta de fazer justiça pelo nosso filho", afirmou Anderson.

Não se viu até o momento a presença dos réus, mas foi visto pela reportagem presente no Fórum o Capitão da Brigada Militar Magno Siqueira, a quem os familiares acusam de omissão no caso e cobram responsabilização no desaparecimento de Gabriel, que foi morto após abordagem policial em 13 de agosto e cujo corpo foi encontrado em 19 de agosto, submerso em um açude no Lavapé.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 13/12/2022 14h35
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.