Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

10 novembro 2022

Triplo homicídio em São Gabriel | Autor de disparos e condutor de moto são condenados em júri

Julgamento de triplo homicídio condenou dois e inocentou mandante de crime; sentença foi divulgada no começo da noite desta quinta no Fórum local (foto arquivo C7)

Depois de dois dias de júri, o caso do triplo homicídio dos irmãos Soares e de um amigo chegou ao final no começo da noite desta quinta-feira (10) no Fórum de São Gabriel. O autor dos disparos que mataram Conrado e Maicon Soares, 28 e 20 anos, e de Igor Rodrigues Soares (Japa), 23 anos em 2018, Pablo Samuel Prado Marcelino, 28 anos e Anderson Rodrigues, 27 anos, pegaram respectivamente 46 e 21 anos de prisão. Também foi a julgamento João Júnior Arruda Nunes, conhecido como Gordo Arruda, mas que foi inocentado da acusação de mandante do crime. 

O julgamento durou dois dias e teve os depoimentos de testemunhas, acusados e a exposição das teses da Promotoria de Justiça, a cargo da Promotora Lisiane Villagrande Veríssimo da Fonseca e das defesas, que ficaram a cargo de Viviane Bertol e Rodrigo Vieira, que defenderam Anderson e de Marcelo Candiago, Defensor Público de Porto Alegre que defendeu Arruda e Pablo.

O crime tinha ocorrido em janeiro de 2018 no Bairro Gabrielense, quando após desavenças entre Conrado e Arruda explicitadas por áudios via WhatsApp, Arruda teria colocado a cabeça dele a prêmio. Pablo Samuel foi identificado pela Polícia como o autor dos disparos nos três, que foram executados em frente de casa, na RS-630, próximo ao Residencial Antônio Trilha. 

A defesa de Anderson alegou que ele não sabia das intenções do assassino e que deu carona a um desconhecido. Pablo confessou as mortes dos três. Arruda foi inocentado da acusação de mandante do crime. A advogada Viviane Bertol, que defendeu Anderson, informou que irá apelar da decisão no Tribunal de Justiça e entrar com o pedido de progressão de regime para o semiaberto, visto que ele já estava preso. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 10/11/2022 19h33
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.