Projeto "Ponta de Lança", que gabrielense integra e fala sobre futebol, política e cultura no continente africano, publicou primeira reportagem feita por Luis Fernando no jornal O Globo, nesta terça-feira (foto arquivo pessoal)

Atuando no Grupo Globo, um gabrielense de origem humilde celebra o resultado do seu trabalho estampado nas páginas do maior jornal do País. O jornalista Luis Fernando Filho produziu para o diário uma reportagem sobre as seleções africanas na Copa do Mundo 2022, que acontece no Catar. Com o tema "Seleções Africanas Reforçam sua identidade com técnicos locais pela 1ª vez em Copas", Fernando, junto com o colega Marcus Carvalho, faz uma análise das cinco seleções do continente africano, que pela primeira vez, tem técnicos do próprio continente, por meio do projeto "Ponta de Lança", que fala sobre esporte, cultura e política no continente. 

Fernando, que vem mantendo o canal "África Mamba", que fala sobre curiosidades e a história do futebol africano no YouTube há cerca de cinco meses, agradeceu aos amigos e familiares por ter chegado neste patamar. "Talvez só meus pais, minha família e meus amigos muito próximos tenham acreditado que um moleque que saiu da região mais pobre do RS, do bairro mais pobre da cidade, pudesse chegar tão longe. Representar África e suas raízes como ela merece. Hoje, colocamos o continente africano num debate justo, de alto nível e real. Colocamos o futebol africano no maior jornal do país pra todo mundo ver. Vir do nada me fez querer TUDO. Obrigado a quem acreditou e principalmente a quem desacreditou. Aqui é só trabalho lindo", escreveu em suas redes sociais.

Na reportagem da coluna "Ponta de Lança" no diário carioca, Fernando e Marcus detalham o ineditismo das cinco seleções africanas - Senegal, Marrocos, Camarões, Tunísia e Gana - que desta vez, contam todas com técnicos nascidos no continente. Anteriormente, os selecionados geralmente contratavam estrangeiros, preterindo técnicos locais. Eles conversaram com Nuhu Adams, jornalista ganês que está acompanhando as seleções africanas no Catar.

"Eu acho que é realmente ótimo. É a primeira vez que seleções africanas são comandadas por técnicos africanos na Copa do Mundo, e estou animado com isso" diz ele. "Isso encoraja e dá esperança e confiança aos nossos treinadores. Isso também irá incentivá-los a acreditar em si mesmos", completou. Nisso, a reportagem também faz uma análise das cinco seleções e seus técnicos, que buscam mais uma vez fazer o futebol africano evoluir muito mais nas Copas. 

Por meio de seu canal, o jornalista defende e apresenta o futebol do continente, podendo ser acessado pelo LINK AQUI. O Ponta de Lança pode ser acessado em https://linktr.ee/pontadelanca. Luis Fernando é formado na Universidade Federal de Santa Maria e atuou em algumas rádios, inclusive a Rádio São Gabriel e a Rádio Uni FM, da UFSM, além de participar de vários podcasts, modalidade de comunicação que tem sido frequentemente explorada. Além disso, é torcedor do São Gabriel. Ele é filho da Professora Ilza e de Luis Fernando Rodrigues, que trabalha como motorista.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 22/11/2022 21h50
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.