Horário de verão pode ser retomado no Brasil em 2022 (foto ilustrativa/Canva)

O governo Jair Bolsonaro avalia a volta do horário de verão, encerrado em 2019. A possibilidade está sendo discutida tanto no Ministério de Minas e Energia como no Palácio do Planalto e a tendência é que o instrumento usado durante décadas para economizar energia seja retomado. A decisão final, porém, caberá a Bolsonaro. 

No momento em que o horário foi extinto, houve uma avaliação técnica de que o horário não fazia mais sentido do ponto de vista do setor elétrico. A decisão sobre o assunto, porém, é política porque o horário de verão mexe com hábitos de trabalho e de consumo de milhões de brasileiros. Com o horário de verão, parte dos brasileiros adianta os relógios em uma hora entre outubro e fevereiro.

A discussão sobre o horário de verão voltou porque o Ministério de Minas e Energia pediu ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estudos sobre a política, depois de mudanças na forma como os brasileiros consomem energia elétrica. O governo estuda se o cenário mudou principalmente por conta do aumento da geração de energia solar, o que poderia ter alterado a correlação entre carga e consumo.

As mudanças de hábito com os novos horários de trabalho e maior uso do ar-condicionado fizeram o impacto do horário de verão na redução do consumo de energia deixar de existir. Porém, empresários do setor de turismo e eventos reclamaram do fim do programa por conta de que o maior tempo de sol seria melhor para bares, restaurantes e hotéis. O horário tinha sido implantado em 1931 e vigorou até 2019. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 06/09/2022 10h27 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.