Se a pandemia te atrapalhou, o REFIS te regulariza! Prefeitura de São Gabriel

Assine New Life Fibra - fibra óptica de qualidade para você!

Bariani Estética Automotiva - em novo endereço

www.peruzzo.com.br - Acesse, compre e receba em casa!

Painéis Solares A Elétrica - Energia Solar em até 120x

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Faça seu cartão Cauzzo e tenha os melhores profissionais para sua saúde

Sicredi-Faz-Mais-setembro.gif

Use Odontologia em São Gabriel - saúde bucal para você e sua família

Anúncio Dra Ana Paula Ross

13 junho 2021

Cuidado para golpe nas redes sociais usando problemas de saúde

Pedido de ajuda para hospitalizados nas redes sociais pode esconder golpe; saiba como se prevenir (foto ilustrativa Freepik)

Um golpe vem se tornando frequente nos grupos de redes sociais, até mesmo usando o drama de pessoas alheias e que não estão sabendo que estão sendo usadas para golpes, com uma ferramenta bancária que facilitou a vida dos brasileiros. Pessoas que se dizem de outro Estado pedem ajuda e doações via Pix para ajudar familiares supostamente hospitalizados. Só que na maioria dos casos, são golpes e veja como evitar cair nessa.

Em um dos golpes postado em um dos grupos "Troca-troca" (brique virtual existente no Facebook), uma mulher que se diz ser da Paraíba pede ajuda para seu pai que estaria internado por um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e diz não ter nem alimentação e recursos para manter o tratamento do pai. Só que ela diz morar em um local que fica em Joinville, o que já é contraditório, além de vários erros de português e fornece um número do Pix. Interpelada pela reportagem e por alguns internautas, a suposta mulher excluiu o post. 

Pesquisando no Facebook, a história foi repostada por outras pessoas em vários grupos e postagens destes. O homem estaria em um Hospital identificado nas roupas de cama como São José, em cidade não identificada. A Polícia recomenda que se houver ajuda para campanhas solidárias, que isso seja feito somente para iniciativas confiáveis e se a pessoa necessitada for conhecida, seja da cidade ou da região, ou ainda se a campanha for divulgada pelos meios de comunicação. 

Alertas que a Polícia dá:

* Não repasse doações por Pix para campanhas desconhecidas, visto que ainda não há mecanismo para reverter os depósitos por Pix no momento - o Banco Central deverá ativar um estorno no final do ano, mas se isso ocorrer, entre em contato com o seu banco;
* Pesquise sobre se a campanha é séria e se ela é da cidade ou da região;
* Verifique números de telefone e entre em contato com as pessoas ou entidades que estão promovendo estas arrecadações para confirmar se é confiável;
* Pesquise nas redes sociais se a iniciativa não foi copiada de outras ações ou se não foi clonada;
* Denuncie à Polícia golpes deste tipo, com as provas em mãos.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 13/06/2021 20h01
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.