18 fevereiro 2021

Morre compositor gaúcho Telmo de Lima Freitas

Telmo de Lima Freitas, que tinha completado 88 anos na última semana, morreu nesta quinta-feira em Cachoeirinha (foto divulgação)

Morreu nesta tarde de quinta (18) o cantor e compositor nativista Telmo de Lima Freitas, aos 88 anos, em Cachoeirinha. Freitas tinha completado recentemente aniversário em 13 de fevereiro e a causa da morte ainda não foi divulgada. Ele foi um dos vencedores da Calhandra de Ouro, do festival Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, com a música "Esquilador". 

Nascido em 13 de fevereiro de 1933 em São Borja, filho do oficial do exército Leonardo Francisco Freitas e da campeira Mariana de Lima Freitas, Telmo desde cedo demonstrou que seguiria a carreira musical. Aos dois anos de idade, estampou a capa da Revista Cacimba tendo na mão um cavaquinho, presente de sua madrinha. Mais tarde, recebeu um violão de presente de um amigo.

Conciliou sua carreira com outras profissões no começo, como enfermeiro, peão de estância, lavoureiro, além de ter sido agente da Polícia Federal em Porto Alegre, onde estava aposentado. Mas foi na música que se firmou e foi conhecido. 

Telmo foi autor de clássicos do cancioneiro gaúcho como "Cantiga de Ronda", "Esquilador", "Prece ao Minuano" e "Baile de Rancho", além de "Lembranças", esta conhecida na voz de Porca Véia e considerada a valsa do gaúcho. Foi melhor compositor e melhor CD regional no Troféu Açorianos com o álbum ‘A Mesma Fuça’. Em 2009, foi o patrono da Semana Farroupilha. Também foi jurado de uma das edições da Estância da Canção Gaúcha, em São Gabriel.

Em 2018, Luiz Carlos Borges cantou a obra de Telmo no disco Jaguaretês. Borges já havia prestado uma homenagem ao compositor com a obra "Telmo de Lima dos versos Freitas". Foi ainda conselheiro honorário do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e patrono da Semana Farroupilha em 2009. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 18/02/2021 18h35
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.