12 janeiro 2021

RGE deixa clientes na mão e causa prejuízos no interior de São Gabriel e Santa Margarida do Sul

Comunidades do interior de São Gabriel e Santa Margarida do Sul tiveram problemas com o temporal e a RGE não teria resolvido até então, onde são cobradas providências (fotos divulgação)

Em mais um temporal nas localidades do interior de São Gabriel e Santa Margarida do Sul, moradores tiveram prejuízos por conta de problemas envolvendo a RGE, que não deu o devido reparo até o momento. Em um deles, um ovino acabou morrendo em virtude da eletrificação de uma cerca nas proximidades, isso tudo na terça-feira (11). Além disso, produtores estão perdendo alimentos em virtude da falta de energia elétrica.

Em propriedade de Santa Margarida, ovino acabou morrendo em virtude de queda de postes, deteriorados. Fios da rede ainda estão no chão, trazendo perigos

Neste caso, o produtor rural Siderley Almeida, que tem uma chácara na RS-473 (Corredor de Bagé) teve um prejuízo considerável com a morte de um ovino e postes caídos até agora, gerando perigo de vida para outras pessoas. "Com os ventos de ontem, caiu uns postes da Rede elétrica que passam pela minha propriedade em direção à outro vizinho. Ocasionando a morte de um ovino meu. Sendo que a rede continua energizada e sobre uma cerca de arame também. Tentamos contato via fones e Whatsapp da concessionária RGE sem sucesso. Fomos então ao escritório pessoalmente para notificar a empresa. Sendo então que foi gerado um protocolo de atendimento, no entanto até o momento nada foi feito, e a situação continua preocupante", afirmou.

O segundo caso de problemas no atendimento é em Santa Margarida do Sul, no Assentamento Novo Horizonte. A moradora Carla Denise Gonçalves Cardoso reclama que a falta de solução vem há tempos e se agrava em caso de mau tempo. "Já sofremos com a falta de assistência da RGE há tempos, quando falta, é de dois a três dias para resolverem. Entramos em contato com o suporte, registramos protocolo mas mesmo assim, demoram muito a reestabelecer a energia para nós", afirmando que há produtores que acabam tendo prejuízos na conservação de produtos agrícolas e de leite, pois sem luz, os produtos acabam estragando.

Ela informou que treze famílias são atendidas pela RGE, além de pequenas propriedades da agricultura familiar e que pedem atenção das autoridades para que se resolva este problema. Em 2018, o vereador Giovane Neves (MDB) falou deste problema à reportagem e cobrou providências da RGE, que atende parte do município - a outra parte é atendida pela Celetro, que tem feito seu lado - mas que até agora, não se resolveu. A RGE cobra muito pela luz, mas falha em atender e investir mais, tanto em São Gabriel como Santa Margarida do Sul. Com a palavra, a empresa. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 12/01/2021 22h35
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.