01 dezembro 2020

Gabrielenses descrevem pânico e terror com invasão criminosa em Criciúma

Gabrielenses que moram na região que ocorreu assalto relataram pavor e medo vivenciado na madrugada de hoje; moradores da cidade relataram tudo nas redes sociais (fotos reprodução vídeos)

Nesta madrugada de 1º de dezembro, a cidade catarinense de Criciúma, a 600 km de São Gabriel, foi alvo de uma ação ousada de criminosos que objetivaram arrombar uma agência do Banco do Brasil, onde a quadrilha sitiou a cidade durante uma hora e fez reféns. Gabrielenses que residem e trabalham na cidade e inclusive, próximo do epicentro do crime, relataram a noite de terror que vivenciaram.

Por motivos óbvios e segurança, vamos preservar as identidades. Uma gabrielense de 50 anos, que reside próximo ao Banco, relatou a situação vivenciada no começo da madrugada. "Estava dormindo já e fomos acordados (ela e o esposo) com um tiro, foi dois, eram tiros nas esquinas, de um lado e outro. Nunca imaginei passar por essa sensação, as pessoas estavam apavoradas nos apartamentos, no escuro e com medo de serem atingidas. Foi a pior sensação que vivi na minha vida, muito medo", afirmou.

Outra gabrielense, de 28 anos que também reside na área Central, também relatou o pavor vivido na madrugada de violência em Criciúma. "Foi um terror, até agora não acredito. A gente acha que essas coisas só vemos em São Paulo e no Rio de Janeiro. Vi duas pessoas com um lenço no rosto, correndo fortemente armados e ouvi tiros de longe. A madrugada foi um terror, foi tensa a coisa. Nunca vi uma coisa daquela", relatando que agora está tudo bem. 

ENTENDA O CASO
No começo da madrugada de terça-feira, 1º de dezembro, uma quadrilha sitiou o Centro de Criciúma, no sul de Santa Catarina, para assaltar um banco - o alvo era a tesouraria regional do Banco do Brasil, situada na cidade de mais de 200 mil habitantes - e fez vários reféns, além de ações de guerrilha como provocar incêndios, bloquear ruas e acessos, além de atirar várias vezes. A ação foi filmada por vários moradores nas redes sociais e foi necessário chamar reforço policial de várias cidades da região. Os bandidos fugiram sem levar o dinheiro e deixaram 10 carros nas proximidades de Nova Veneza. O prefeito da cidade inclusive pediu para que a população não saísse de casa. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 01/12/2020 09h12
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.