23 novembro 2020

Região onde está São Gabriel seguirá em bandeira vermelha no distanciamento controlado


O Governo do Estado divulgou durante live feita pelo Governador Eduardo Leite, a classificação das bandeiras do modelo de Distanciamento Controlado, que vigora a partir desta terça-feira (24). O recurso da região de Uruguaiana, feito pela Associação dos Municípios da Fronteira Oeste (AMFRO) foi rejeitado e com isso, a região terá que ficar em bandeira vermelha até a próxima semana, inclusive São Gabriel, que faz parte. A Prefeitura deverá anunciar decreto nas próximas horas.

Segundo o informado em live na manhã de hoje pelo Prefeito Rossano Gonçalves, que retornou hoje às atividades, o comércio e prestação de serviços não fecharão em São Gabriel mas haverá limitação de horários para restaurantes, lancherias, lojas de conveniência e similares. A Prefeitura estava aguardando o resultado do recurso impetrado pela AMFRO - a região entrou em bandeira vermelha por conta dos índices críticos de Alegrete e Rosário do Sul. 

Assim, o Rio Grande do Sul fica com oito regiões em bandeira vermelha e 13 em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). As bandeiras da 29ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira (30). Devido ao alto número de bandeiras vermelhas, o governador Eduardo Leite apresentou o mapa em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Os pedidos de reconsideração das regiões Covid de Santa Maria, Guaíba, Caxias do Sul, Porto Alegre e Lajeado foram acatados pelo Gabinete de Crise. Por isso, permanecem em bandeira laranja nesta semana. Por outro lado, a equipe técnica optou por rejeitar os pedidos das regiões de Novo Hamburgo, Passo Fundo e Uruguaiana. Essas três regiões se somam a Capão da Canoa, Canoas, Ijuí, Palmeira das Missões e Erechim, que não enviaram pedidos de reconsideração. Das oito regiões em vermelho, apenas Uruguaiana não aderiu ao sistema de cogestão.

Em Santa Maria, o pedido foi aceito porque a região tem taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80% e os indicadores regionais apresentaram variações de impacto razoável. A região havia sido enquadrada na bandeira vermelho devido à situação macrorregional, por causa dos indicadores de Uruguaiana.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 23/11/2020 16h47
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.