28 setembro 2020

Morre irmão do trovador Macedinho

José Jorge Macedo, irmão do trovador Macedinho, morreu vítima de infarto na manhã desta segunda em Bagé (foto arquivo pessoal)

Morreu o empresário, tradicionalista e entusiasta da cultura gaúcha, José Jorge Macedo, 67 anos, irmão do trovador José Airton Macedo, o Macedinho. A causa da morte foi um infarto, na manhã desta segunda-feira (28), em Bagé, onde ele morava. 

Ele era natural de São Gabriel, mas mudou para Bagé na juventude, onde trabalhou como peão de estância em algumas  propriedades rurais. Depois, criou o bar chamado Rodeio dos Trovadores, que era uma referência. No local, costumavam se reunir vários trovadores.

Macedo participou de concursos de trova, inclusive conquistou vários prêmios, a exemplo do irmão. A informação foi dada por volta do meio-dia, no programa "Visão Geral" da Rádio Cultura. À família, nossos sentimentos pela perda.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/09/2020 16h33 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.