Vem aí a rede que mais cresce no Brasil, Mercadão dos Óculos - inaugura em 16 de dezembro

Anúncio Odonto Odonto Excellence - Sob nova direção, agora em São Gabriel! Agende sua consulta!Excellence São Gabriel 3

Ecoestudos Inteligência Ambiental - Buscando um mundo mais sustentável

Dental SG - A clínica odontológica da família gabrielense

www.peruzzo.com.br - Acesse, compre e receba em casa!

Bar da Sílvia - o novo point da city

Painéis Solares A Elétrica - Energia Solar em até 120x

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Faça seu cartão Cauzzo e tenha os melhores profissionais para sua saúde

Sicredi-Faz-Mais-setembro.gif

Use Odontologia em São Gabriel - saúde bucal para você e sua família

Anúncio Dra Ana Paula Ross

15 agosto 2020

Polêmica em Rosário: Prefeitura revoga decreto de proibição de circulação de pessoas após ser obrigado pelo MP

Para impedir a proliferação dos casos de coronavírus - covid-19, a Prefeitura de Rosário do Sul emitiu novo decreto, assinado pela prefeita Zilase Rossignolo, que restringe a circulação de pessoas entre as 21h e às 6h, na sexta, sábado e domingo, até às 6h de segunda-feira. Só que uma nova polêmica surgiu por parte do Ministério Público de Rosário, que recomendou que o município se abstenha de impor medidas de restrição à circulação de pessoas e a Prefeitura com isso, revogou o decreto.

Após manifestação do Ministério Público, a Prefeitura acabou revogando o decreto, o que gerou polêmica e condenação da medida pela população, que tinha apoiado a decisão da Prefeitura rosariense. Conforme postagem da Prefeitura nas redes sociais, o MP fez a recomendação de não restringir a circulação de pessoas sob pena de responsabilização da Prefeita. Segundo informou o advogado, ex-presidente da Subseção da OAB de Rosário e Conselheiro da ordem, Aristides de Pietro Neto, o MP teria feito a recomendação alegando o costumeiro "direito de ir e vir". 

"Lamentável a atuação do MP local ao recomendar que o município se abstenha de impor medidas de restrição à circulação de pessoas, decretado pelo município em face do alarmante número de infectados pelo Covid-19. Se o comitê de acompanhamento do Covid-19, representativo da sociedade Rosariense, a direção do Hospital e o Poder Executivo Municipal entenderam pela adoção da medida, quem é o Ministério Público, representado por gente que não é daqui, para dar pitaco, pois se contraírem o vírus vão se tratar longe daqui, ao contrário do nosso povo que não tem para onde ir", protestou.

A decisão do MP foi muito criticada pela comunidade rosariense. Devido a isso ter ocorrido fora do expediente, tentaremos ouvir a versão do MP sobre os motivos, ainda mais confusos, de tomar uma decisão que prejudicou o intento do Poder Público de preservar os cidadãos do avanço da pandemia do covid-19. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/08/2020 19h00
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.