02 julho 2020

Falando de Agronegócio

Todas as quartas, Marcelo Lopes Vieira falará de temas ligados ao agronegócio (foto divulgação)
Mais um colunista faz sua estreia no site Caderno7. Trata-se de Marcelo Lopes Vieira, advogado (OAB/RS 65.814), pós graduado em direito ambiental e direito e gestão do agronegócio, especialista em direito previdenciário e pós graduado em direito do trabalho e processual do trabalho. Todas as quartas (excepcionalmente nesta quinta-feira), ele falará de temas relacionados ao agronegócio brasileiro.

Confira agora:

PLANO SAFRA 2020/2021 REFLETE O CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO NO BRASIL
O agronegócio cresce com a pandemia, o governo retribuiu com esforço conjunto do Ministério da Agricultura e Ministério da Economia, com o lançamento na semana passada, no Palácio do Planalto, o Plano Safra 2020-2021, que contará com R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, um aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior, equivalente a 6,1% superior a disponibilidade de recurso do plano safra anterior.

A prioridade na lista de reinvindicações dos produtores rurais foi atendida, redução de juros, porém, continuaram superior a taxa Selic, reduzida a 2,25%.

Em relação ao seguro rural houve pelo segundo ano consecutivo a ampliação de 30% de recursos para subvenção.

Novas linhas de financiamento entraram no pacote do plano safra 2020/2021, no escopo da sustentabilidade que atualmente já conta com a linha de Agricultura de Baixo carbono, será possível financiar cotas de reserva ambiental. Na irrigação, a possibilidade criada é para a aquisição de equipamentos de monitoramento.

A solução de entraves, tais como como enfrentar  os problemas com estiagem (Seguro Rural), dependência com instituições financeiras, injustas invasões de áreas agrícolas, torna a produção agrícola e pecuária ainda mais brilhante e eficiente.

Cresce a responsabilidade do agro no futuro do Brasil, a importância do agro no PIB brasileiro, no intuito de equilibrar a balança comercial, bem como abastecer, produzindo alimentos para o Brasil e o Mundo.

O anúncio do Plano S anúncio do Plano Safra 2020/2021 também foi tema do comentário de Alexandre Garcia nesta quarta-feira. Segundo ele, é hora de celebrar o setor que continua garantindo algum resultado positivo na economia brasileira.

“Hoje é dia do novo Plano Safra, dia de lembrar que cresce a responsabilidade no futuro do país e a importância do setor cada vez maior no PIB brasileiro. Uma vez que a população urbana fica agrupada e oprimida pelo medo da Covid-19, o campo também tem a oportunidade de ganhar mais espaço no Congresso, fazendo valer seu poder e importância de alimentar o país e contribuir para que o Brasil tenha uma boa balança comercial, contribuir para alimentar o mundo, defender das injustas invasões de áreas agrícolas”, disse.

Segundo o comentarista, o setor se mostra mais forte do que nunca, mesmo com uma crise global provocada por uma pandemia. “O agro cresce com a pandemia e tem o mais brilhante futuro desse país e o Brasil precisa retribuir apoiando a produção agrícola e pecuária”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.