16 junho 2020

Vítimas de assédio ainda não procuraram a Polícia

Delegado Bastos informou que vítimas de casos de assédio e abuso ainda não registraram ocorrência na Delegacia (foto arquivo C7)
As vítimas de assédio e abuso que tiveram casos relatados por perfis nas redes socais chamados de "exposed" em São Gabriel e região, no caso daqui, ainda não procuraram a Polícia para formalizar as denúncias para que possam ser investigadas. A informação foi do Delegado José Soares Bastos, via Whatsapp à reportagem do site.

O Delegado informou que até o momento, não estão sendo investigados os casos porque não houve registro de ocorrências das possíveis vítimas. "Simplesmente relatos de redes sociais sem algum registro, não temos como investigar, a não ser eventualmente algum caso relatado em rede social que chame a atenção", informou. Bastos pediu mais uma vez que quem tiver sido vítima destes casos, possa procurar a Delegacia de Polícia, que possui um Cartório Especializado para investigar crimes de assédio e abuso sexual.

Os perfis, que traziam os relatos enviados por mensagem pelas vítimas, foram excluídos horas após a repercussão na internet, possivelmente por ameaças. Mas é preciso que as vítimas possam procurar as autoridades e formalizar denúncias, para não criar um clima de impunidade.

O que fazer em caso de assédio ou estupro
Trazemos algumas orientações para que as vítimas possam agir e ao mesmo tempo buscar responsabilização, investigação e punição dos responsáveis, após comprovado o crime:
* Peça ajuda às pessoas de confiança, seja na hora ou tempos depois do ocorrido;
* Registre um boletim de ocorrência na Delegacia mais próxima;
* Guarde todas as informações que conseguir referentes ao assédio;
* Faça uma denúncia pelos fones da Brigada Militar (190) e do Disque-Mulher (180) e Disque Direitos Humanos (100)
* Solicite o registro da ocorrência pela autoridade policial

E lembre-se: a culpa NUNCA é da vítima! 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 16/06/2020 11h29
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.