03 maio 2020

Coronavírus: Paciente teve prisão decretada pela Justiça em Rosário

Paciente rosariense que teve COVID-19 teve prisão domiciliar decretada pela Justiça
O homem de 58 anos que teve positivo para COVID-19 em Rosário do Sul após vir de Lajeado, cidade que está entre os epicentros de coronavírus no interior do RS, teve prisão domiciliar decretada pela Justiça nesta semana para poder permanecer em casa após descumprir ordens para cumprir quarentena domiciliar.



Foi a única forma de manter o cidadão em casa, que saiu do hospital por responsabilidade própria e estava andando pelas ruas, sendo denunciado às autoridades de saúde e à Polícia. A Prefeitura de Rosário do Sul comunicou à Promotoria de Justiça. A Comarca de Rosário concedeu a prisão domiciliar e sob fiscalização de autoridades competentes.


O município, até o sábado, tinha dois casos suspeitos, 30 descartados e um confirmado, que é este homem que está em prisão domiciliar. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações da Prefeitura de Rosário do Sul 
Data: 03/05/2020 13h40
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.