11 março 2020

OMS declara pandemia de coronavírus

Diretor-geral da OMS declara pandemia por coronavírus (Foto Fabrice Coffrini/AFP)
A Organização Mundial de Saúde (OMS) concedeu uma coletiva de imprensa para declarar o surto do novo Coronavírus (SARS-Cov-2) como uma Pandemia global. A declaração se fez necessária devido ao surto ter chegado a 118 mil pessoas contaminadas em 114 países, entre eles o Brasil, com 34 casos confirmados, sendo dois deles no Rio Grande do Sul - Porto Alegre e Campo Bom. A declaração foi feita pelo Diretor-Geral da OMS, Tedros Adhanon.



“Lembro a todos os países que estamos pedindo a vocês para ativar e ampliar seus mecanismos de resposta a emergências, comunicar-se com seu pessoal sobre os riscos e como eles podem se proteger, encontrar, isolar, testar e tratar todos os casos e rastrear todos os contatos [que os pacientes contaminados tiveram]”, disse Adhanon.

“Alguns países estão sofrendo com a falta de capacidade e recursos [para conter o surto]”, disse Adhanon. Dentre aqueles, como citou o diretor-executivo da OMS para Emergências de Saúde, Michael Ryan, está o Irã, onde há escassez de tanques de oxigênio para uso médico. O SARS-CoV-2 é o primeiro coronavírus a ser classificado como “pandemia”. Segundo a OMS, “uma pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença”, como a gripe suína (H1N1), declarada como pandemia em 2010.

“Pandemia não é uma palavra para se usar de maneira leve. Se for mal utilizada, é uma palavra que pode causar um medo irracional ou uma aceitação injustificada de que o combate [contra a doença] acabou”, explicou Adhanon. A declaração de “pandemia”, segundo o diretor-geral, não altera as atitudes tomadas pela OMS nem as ações aconselhadas pela organização aos Estados. “Existe uma chance real” de se reduzir o número de casos confirmados, disse Ryan. “Nós devemos agir sob uma abordagem compreensiva”, concluiu.

Em relação à “abordagem compreensiva”, Ryan defendeu a maior eficiência do rastreamento das pessoas que fizeram contato com pacientes confirmados com o novo coronavírus no lugar de estratégias de contenção, como o fechamento de fronteiras. Não apenas médicos especializados são capazes de rastrear as pessoas que entraram em contato com enfermos, ressaltou Ryan. Se treinados, “voluntários civis e organizações comunitárias podem ser uma opção”.


O Ministério da Saúde declarou que a estratégia segue inalterada para enfrentar o Covid-19, também como é conhecido o coronavírus. O município também deve seguir as estratégias do MS que são repassadas para prevenção e identificação do coronavírus.

Fonte: Veja
Data: 11/03/2020 18h07
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.