07 fevereiro 2020

Religiosos lembram 264 anos da morte de Sepé Tiaraju e defendem santificação

Programação foi realizada pela Diocese de Bagé, comissão da causa por São Sepé Tiaraju e Paróquia local, para lembrar os 264 anos da morte do indígena
Em atividades realizadas durante o dia de hoje pela Diocese de Bagé em São Gabriel, religiosos lembraram os 264 anos da morte do líder indígena Sepé Tiaraju, morto em 7 de fevereiro de 1756, na Sanga da Bica. Desta vez, as atividades tiveram a participação da Comissão pela Causa de São Sepé, que trabalha pela beatificação dele. As atividades se concentraram com uma manhã de palestras no Salão Paroquial, visita aos monumentos de Caiboaté e uma missa na Sanga da Bica.



Manhã teve debates e palestras sobre a vida de Sepé Tiaraju e a causa que está sendo buscada, sua beatificação

Integrantes do grupo da causa de São Sepé e convidados às comemorações
A manhã teve uma exposição feita pelo padre Alex Kloppenburg, que por muitos anos exerceu o sacerdócio na Paróquia de Dom Pedrito e faz parte da comissão, além de vários religiosos da Diocese como o Bispo Diocesano Cleonir Dalbosco e o Padre Emílio Barua, que fez parte da organização das homenagens, esclarecendo os motivos da busca de tornar Sepé Tiaraju um beato e por consequência, um santo, encaminhando o processo de beatificação do indígena, que já consta no rol de heróis nacionais.

Última atividade aconteceu na Sanga da Bica, no final do dia

Missa foi rezada em memória de Sepé Tiaraju no local
As atividades também tiveram a presença de uma figura histórica e polêmica, que foi o Frei Sérgio Gorgen, defensor da causa e que foi um dos organizadores das homenagens ocorridas em São Gabriel no ano de 2006, quando a morte de Sepé completou 250 anos. A voz corrente de todos é a busca da santificação de Sepé Tiaraju.


As atividades foram encerradas com a realização de uma missa no final da tarde, na Sanga da Bica, em torno do octógono que abriga a placa em homenagem ao martírio de Sepé e com várias homenagens ao líder indígena. O Episcopado entrou com o pedido na Congregação da Causa dos Santos, no Vaticano, por entender que o santo está na religiosidade popular e já foi canonizado pelo povo e que foi aprovado pelo próprio Vaticano.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 07/02/2020 22h21
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.