Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Contra o pacote, professores estaduais estão mobilizados até quinta em Porto Alegre

Para matar sua fome, pede uma Baita Pizza em São Gabriel! Clique aqui e saiba mais!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Conheça o novo endereço da Pohlmann Móveis em Madeira e Decoração

11-03-2020 - Pink Panther Night

07-03-2020 1º Baile do Chopp em São Gabriel

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Jogue Limpo Com a Sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Aqui na cooperativa dividimos os resultados - Vem para Sicredi Pampa Gaúcho

Studio H de Mana, em novo endereço

Contra o pacote, professores estaduais estão mobilizados até quinta em Porto Alegre

Professores estaduais de São Gabriel participam das mobilizações contra o pacote do Governo Eduardo Leite, até quinta-feira (foto divulgação)
Desde esta segunda-feira, os professores da rede estadual de ensino estão mobilizados em Porto Alegre para acompanhar as sessões da Assembleia Legislativa que deverão votar o pacote de medidas do Governo Eduardo Leite. A mobilização começou às 9h com um ato em frente ao Tribunal de Justiça e logo após, uma caminhada até a Praça da Matriz. O 41º Núcleo do Cpers/Sindicato está participando dos atos, com o presidente Pedro Moacir Moreira e filiados.



Pedro afirma que acompanharão os desdobramentos para pressionar os deputados a rejeitar o pacote e também cobrar da Justiça que o Governo pague o o salário dos professores e funcionários que suspenderam a greve e estão completando o ano letivo nas escolas e o governador se nega a pagar ou pagar e descontar nos próximos meses.

"Estaremos no acampamento da Praça da Matriz para acompanhar os debates da chamada extraordinária na Assembleia Legislativa que pretende votar o pacote de maldades do governo 'Eduardo Mãos de Tesoura', vamos permanecer fazendo pressão e cobrando coerência dos deputados  estaduais, principalmente dos que dão sustentação ao governo que quer destruir a carreira dos professores e funcionários de escola, assim como todo o funcionalismo público estadual", afirmou.


O primeiro projeto a ser analisado pelos deputados é de amplo interesse da categoria. A PEC 285 altera a Constituição Estadual, extinguindo adicionais por tempo de serviço, a incorporação de gratificações e acaba com o abono de falta para participação em atividades sindicais, entre outras medidas. Outros projetos que atingem os educadores são o PLC 02/2020 (nova redação do PLC 505), que altera o Estatuto e Regime Jurídico Único dos Servidores, e o PL 03/2020 (nova redação do PL 507), que institui o novo Plano de Carreira do Magistério.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/01/2020 09h32
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: