15 janeiro 2020

Atividades em São Gabriel marcarão morte de Sepé Tiaraju e início de beatificação

Diocese de Bagé realizará homenagens a Sepé Tiaraju em 7 de fevereiro, abrindo os trabalhos pela beatificação do líder indígena, que é o processo para torná-lo santo; missa na Sanga da Bica será realizada (foto arquivo C7)
A Diocese de Bagé, onde está compreendida a Paróquia do Arcanjo São Gabriel, estará realizando ações para marcar os 264 anos da morte do líder indígena Sepé Tiaraju, em 7 de fevereiro, em São Gabriel. Dentro destas ações, a Diocese dará abertura em 2020 ao inquérito diocesano para a causa de sua beatificação, para tornar o líder missioneiro santo.



Uma série de atividades está marcada em São Gabriel para divulgar a vida de quem já é servo de Deus, cuja causa de reconhecimento de virtudes cristãs, fala o Padre Emílio Barua, que organiza a programação marcada para a data, que será numa sexta-feira, 7 de fevereiro. Estas atividades terão a presença da Comissão da Causa de São Sepé, que está trabalhando para a beatificação do indígena.

A programação iniciará às 8 horas, com visita à imprensa e às rádios locais - uma coletiva deverá ser dada no Salão Paroquial -  e logo após, às 10h será realizada uma palestra sobre Sepé Tiaraju, anunciando também como estão os encaminhamentos para a continuidade do processo, próximos passos a serem dados, distribuição da oração ao servo de Deus São Sepé, tendo como local as dependências do Salão Paroquial.

Às 14h, a Comissão visitará à Coxilha de Caiboaté, onde aconteceu o massacre de 10 de fevereiro de 1756 na Guerra Guaranítica, onde mais de 1500 guaranis foram mortos; e às 17h, acontecerá a Celebração da Via Sacra Missioneira na Sanga da Bica.

Esta Via Sacra foi composta por D. Tomás Balduíno, para a celebração do Ano dos Mártires, que aconteceu em Caiboaté, no dia 7 de fevereiro de 1978. Para este evento, está sendo convidada toda a comunidade gabrielense e outros devotos de São Sepé.

História

Sepé é reconhecido como herói guarani missioneiro rio-grandense e herói da pátria brasileira, por ter defendido a dignidade do povo brasileiro até a sua morte, ocorrida durante a chegada de Espanha e Portugal nas terras guaranis onde hoje está situada São Gabriel. Tiaraju foi um guerreiro indígena brasileiro, considerado santo popular e declarado "herói guarani missioneiro rio-grandense" por lei. Chefe indígena dos Sete Povos das Missões, liderou uma rebelião contra o Tratado de Madri. Sepé é, historicamente, conhecido por ter resistido aos ataques militares espanhóis e portugueses do período colonial.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/01/2020 19h49
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.