14 novembro 2019

Servidores do Judiciário gaúcho encerram greve

Judiciário gaúcho, que estava em greve há quatro meses, encerrou paralisação nesta quinta-feira e atividades normais serão retomadas na segunda-feira, 18 de novembro
Acabou a greve dos servidores do Judiciário gaúcho. O Sindicato dos Servidores da Justiça do RS - SINDIJUS, realizou assembleia nesta quinta-feira (14) e concordou com aceitar os termos de reunião entre os representantes dos servidores e da direção do Tribunal de Justiça do Estado.




Na assembleia, foi deliberado pelo encerramento da greve e o retorno às atividades normais na próxima segunda-feira, 18 de novembro, em todos os Fóruns da Justiça no Estado. A paralisação, que durou cerca de quatro meses, era para protestar contra a extinção de cargos, o que foi rejeitado pela Assembleia Legislativa do Estado, além de demais reivindicações dos servidores.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 14/11/2019 17h55 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.