Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Justiça determina que Prefeitura realize licitação dos táxis

28-12 2º Reveillon Gaudério - CTG Querência Xucra

Prestigie o Show de Encerramento do Ano do Colégio Perpétuo Socorro - 13 de dezembro, às 20h30

Natal Tottal - em até 10x sem juros

13/12 - Pré-reveillon Protege, na Seven

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Conheça o Espaço Terapêutico Infinity, em São Gabriel

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Matrículas abertas no Colégio Perpétuo Socorro para 2020!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Colabore com a limpeza da cidade, não jogue lixo na rua! Jogue Limpo com sua Cidade!

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Faça seu dinheiro crescer investindo no Sicredi

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

CacauShow em novo endereço em São Gabriel. Venha conferir!

Justiça determina que Prefeitura realize licitação dos táxis

Prefeitura está proibida de conceder novos alvarás de táxi e terá de fazer nova licitação, segundo a Justiça; Executivo recorre de decisão (foto arquivo C7)
A Justiça de São Gabriel expediu decisão liminar determinando a suspensão do artigo 35 da Lei Municipal nº 3949/2018, que estabeleceu novas normas para a concessão dos táxis e prorrogava a concessão por mais 25 anos. A decisão atendeu ação civil pública impetrada por Ministério Público local que exigia a sustação da lei e também determinando nova licitação, atendendo denúncia que foi feita por um grupo de 20 taxistas que se sentiu prejudicado pela lei.



A decisão suspende também a concessão de novos alvarás para novos taxistas até que a ação seja julgada definitivamente. Os postulantes da ação alegam que não foi feita a devida licitação para o serviço e por isso, sentiram-se prejudicados e procuraram o Ministério Público, que ajuizou esta ação. A decisão foi expedida no último dia 7 de junho e tornada pública recentemente. Esta decisão tem caráter liminar.

O que diz a Prefeitura? 

Procuramos a Procuradoria Jurídica da Prefeitura Municipal, e fomos informados de que conforme decisão judicial, as ações referentes à lei foram suspensas assim que foram notificados, mas o Executivo está recorrendo da decisão junto à Justiça para derrubar a decisão. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/08/2019 14h28 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: