Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Caso Kauany: Delegado informa que adolescente responsável por morte de criança tinha transtornos mentais

Ofertaço Grazziotin - de 16 a 20 de outubro

O Poder da Clareza - 17 de outubro em São Gabriel

Inauguração da filial Porto Lanches na quinta, 10 de outubro

12 de outubro - Dia de Nossa Senhora Aparecida - lembrança do Colégio Perpétuo Socorro

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Renegocie suas dívidas judiciais com a Prefeitura com o REFIS Judicial

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Máquina de cartões Sicredi - a máquina que vem com um parceiro de negócios

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Curso para o Concurso de Vila Nova do Sul é no Aurora Concursos

Caso Kauany: Delegado informa que adolescente responsável por morte de criança tinha transtornos mentais

Delegado de Polícia José Bastos recebeu a imprensa na manhã desta terça-feira para falar do Caso Kauany, onde explanou como a Polícia chegou até o assassino e suas motivações para dar fim à vida da pequena
Na manhã desta terça-feira, 23 de julho, o Delegado de Polícia José Soares Bastos concedeu coletiva à imprensa para falar sobre o assassinato de Kauany Vitória Rodrigues Veloso, 2 anos, conhecido como Caso Kauany. O Delegado falou sobre as motivações do adolescente de 17 anos que confessou ter matado a criança por transtornos mentais, ter se perturbado com o choro dela na ausência da mãe, influenciado por "vozes ocultas e entidades espirituais", segundo alegou o acusado.



O Delegado recebeu a imprensa e informou que na segunda-feira, após uma segunda oitiva, o adolescente que estava na casa confessou ter matado Kauany porque ela acordou e começou a chorar. "Constatamos que o adolescente foi integliente em cometer o crime e ocultar as provas, mas também constatamos que ele sofre de transtornos mentais. Em várias passagens ele relatou alucinações e delírios. Em face dos transtornos, ele era suscetível ao choro de criança, que era o que estava acontecendo pela criança sentir a ausência da mãe. Ele via a criança como 'uma boneca' e também dizia 'ouvir vozes' de entidades espirituais", afirmou.

Ele disse ainda que a morte da criança foi causada por golpes de faca, gerando hemorragia associada à asfixia, devido a se afogar com o sangue dos ferimentos do esôfago. Não houve como dizer quantas incisões foram feitas, por conta da gravidade dos ferimentos.

O Delegado ainda disse que a mãe não deverá ser responsabilizada por que tinha deixado a criança sob responsabilidade dos adolescentes que eram conhecidos da família. "Em princípio não vai ser responsabilizada porque ela deixou a criança sob cuidados de uma pessoa que cuidava e tinha confiança", afirmou.

O adolescente já foi enviado para a FASE em Santa Maria, onde ficará internado provisoriamente até o curso do processo legal. Confira a transmissão da coletiva na nossa página do Facebook:



Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 23/07/2019 12h54
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: