Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Cadelinha de estimação ainda não foi devolvida para familiares

Acompanhe nossa cobertura sobre a guerra ao coronavírus

Agora em São Gabriel, preço e qualidade no mesmo lugar - Posto JP Santa Lúcia

Chega de pagar caro na conta de luz - Vá de Ecotec Energy

La Belle - Para mulheres de bom gosto

Supermercado Bromberger - O gigante dos preços baixos em São Gabriel!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel Previna-se com o Fisk - Wash your hands

Ichthus Sabores - Seu mais novo delivery em São Gabriel

Promoção Urbano 60 anos - 1 milhão em prêmios

Compre no Comércio local - Uma campanha CDL e ACI São Gabriel

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Previna-se contra o novo coronavírus - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Apoie a economia de sua região, compre no seu comércio! Uma lembrança Sicredi Pampa Gaúcho

Studio H de Mana, em novo endereço

Chiabotto Lanches - a nova opção de lanches para a comunidade gabrielense

Cadelinha de estimação ainda não foi devolvida para familiares

Cachorrinha Mel sumiu há dez dias e donos procuram desesperados por ela (foto divulgação)
O desaparecimento de uma cadelinha de estimação mobiliza muitas pessoas nas redes sociais. Uma poodle que tem o nome de Mel sumiu em 24 de junho e até agora não retornou para casa, tampouco foi devolvida para os proprietários que estão desesperados. As buscas continuam, até alguns bichos foram vistos mas não eram a cachorrinha em questão.



O bichinho sumiu na Rua Nery Bittencourt, Bairro São Gregório, por volta das 17h20 de sexta-feira, 24 de junho, e não foi mais visto e várias pistas foram dadas mas não se confirmaram. O sumiço completa dez dias e até agora, nenhuma pista da Mel. Quem souber alguma informação ou pista, os telefones são 997134820 ou 991105368.

As autoridades lembram que nestes casos, os proprietários devem registrar ocorrência policial e lembramos que reter um animal que já tem tutor é considerado apropriação indébita, conforme o artigo 169 do Código Penal, com detenção de até um ano.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 03/07/2019 15h05 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: