Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Caso Bernardo: quatro réus foram condenados

2ª Turma do Curso Preparatório para Vila Nova do Sul com a Aurora Cursos, clique aqui para saber mais

Dias 31/01, 1º e 2/02 - 2ª Festa da Cordeira e 1º Cordeiraço da Canção Nativa em Santa Margarida do Sul - prestigie!

Dia 1º de fevereiro, 9º Baile de Integração das Comunidades do Interior, nas Pontas do Salso

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Pague o IPTU 2020 em São Gabriel e tenha descontos até 10 de fevereiro!

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Inscreva-se no Valor S do Sicredi Pampa Gaúcho

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Caso Bernardo: quatro réus foram condenados

Réus acusados de matar Bernardo Boldrini foram condenados nesta sexta à noite pela Justiça; Graciele Ugulini e Leandro Boldrini, na última fila, pegaram penas acima de 30 anos (foto reprodução/TJRS)
Agora à noite, a Justiça de Três Passos anunciou a sentença do Caso Bernardo Boldrini, morto há cinco anos atrás na trama orquestrada pelo pai, a madrasta e que teve a participação dos irmãos Wirganowicz. O pai, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini, foram condenados com as penas mais severas: ele, 33 anos, 8 meses e 28 dias; ela, 34 anos e 7 meses, sem direito a recorrer em liberdade.



Edelvânia Wirganowicz, amiga da assassina de Bernardo e que foi culpada por ser coautora do crime, pegou 23 anos de prisão em regime fechado. Seu irmão Evandro pegou 9 anos e seis meses em regime semiaberto. Há o direito a apelação, mas eles continuarão presos. O anúncio feito pela juíza Sucilene Engler começou pelas 19h e foi comemorado pela população em frente ao Fórum de Três Passos.

O Conselho de Sentença aceitou as alegações do Ministério Público, defendidas fortemente pelos Promotores Ederson Vieira e Bruno Bonamente, com provas contundentes. O julgamento durou cinco dias e chamou as atenções de todo o Estado e País. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/03/2019 20h04 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: