Inaugura no próximo dia 10 de dezembro, em São Gabriel, A Legítima Super 20

Vem para o Natal da Tottal Casa & Conforto

A partir de segunda-feira, 12 de novembro, LaborCito com filial!

Vem aí o Reveillon Gaudério no CTG Querência Xucra, com animação de Os Serranos, 29 de dezembro

Colégio Perpétuo Socorro - matrículas abertas a partir de 19 de novembro

Invista no primeiro shopping center de São Gabriel

Confira os novos cursos na Unopar São Gabriel

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Vem aí a Festa de Natal do EC Real, em 19 de dezembro

Projetos de Pepeca Bertazzo beneficiam a comunidade

Projetos de Pepeca Bertazzo repercutem na comunidade e região por beneficiar a população 
Dois projetos do vereador Antônio Pedro de Brito Bertazzo, Pepeca Bertazzo (PDT) que chamaram a atenção foram aprovados e deverão beneficiar a comunidade gabrielense futuramente. Um trata sobre a obrigatoriedade do ensino de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) da Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental e outro, que regulamenta o tempo de espera nas filas de agências concessionárias de serviços públicos do município.



Do primeiro projeto, a Lei aprovada prevê a obrigatoriedade do ensino da LIBRAS a partir da Educação Infantil, Pré A e B, até o quinto ano do Ensino Fundamental, capacitando os alunos para exercer a comunicação através da linguagem de sinais e incentivando a inclusão social de surdos, com formação de professores para tornar isso possível e com um ano para as adequações. "Assim, promovemos a inclusão social, porque muitos não sabem como se comunicar com os sinais. Precisamos ensinar desde cedo nossas crianças a inclusão, e damos nossa colaboração dessa forma", frisou.

O segundo projeto delimita o tempo de espera das agências concessionárias de serviços públicos de São Gabriel, como água e luz. A lei determina que o tempo razoável seja de 20 minutos em dias normais, 25 minutos em vésperas ou após feriados prolongados, 30 minutos em períodos de campanhas de recadastramentos ou por força maior e ainda 15 minutos para idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais. Para o cumprimento do tempo, as concessionárias ficam obrigadas a usar mecanismos de controle, como senhas e similares.

O não-cumprimento da lei pode acarretar em multa de até 300 VRMs (valor de referência municipal) e em caso de reincidência, o dobro do primeiro valor. "Assim, regulamos o tempo de espera, trazendo o respeito ao direito dos consumidores de poder gerenciar seus horários sem precisar se submeter a espera morosa das filas", explicou o vereador. Os projetos foram aprovados pela Câmara de Vereadores, o que beneficiarão a comunidade gabrielense.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 27/09/2018 10h22
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: