Vem aí novo processo seletivo da Unopar, inscreva-se já

Vem aí mais um Ofertaço Grazziotin

09-11 Penha de Aniversário CTG Caiboaté - Chiquito e Bordoneio

Colabore para uma cidade limpa - Jogue Limpo com a sua Cidade

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Anúncio Sicredi novo

Oficina de Costura

Rádio RBC FM - A emissora da comunidade

Chega de pagar caro na sua conta de luz. Ecotec Energy

Justiça mantém condenação de PM que matou sem-terra e determina prisão imediata

Recurso de decisão expedida em setembro do ano passado foi julgado nesta quarta-feira e Curto deverá cumprir os 12 anos de prisão pela morte de Elton Brum em 2009, em São Gabriel (foto Guilherme Santos/Sul 21)
A Justiça Estadual manteve a condenação do policial militar Alexandre Curto dos Santos, na tarde desta quarta-feira (26) e determinou sua prisão imediata. O policial havia sido condenado pela morte do sem-terra Elton Brum da Silva, em 2009, durante a reintegração de posse da Fazenda Southall, em São Gabriel.


O recurso foi julgado pela 1ª Câmara Criminal do TJ-RS e a prisão deverá ser executada ainda hoje. A defesa ainda não anunciou se recorrerá da decisão. Curto estava recorrendo da decisão em liberdade, até a confirmação da condenação em segundo grau, o que aconteceu nesta quarta-feira.

O crime aconteceu em 21 de agosto de 2009, durante a reintegração de posse da Southall e foi um dos episódios mais polêmicos do conflito agrário na cidade. A BM havia indicado que os policiais deveriam usar balas antimotim, de borracha. Porém, Elton foi ferido com disparo de arma calibre 12 com munição letal.

Curto alegou que atirou acidentalmente com a munição letal porque havia trocado de arma com um colega pouco antes da ação. Ele havia sido condenado a 12 anos de cadeia.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/09/2018 16h18
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: